Unimed Sul Capixaba: união e participação em prol da sociedade

COMPARTILHE
557

O Dia Internacional do Cooperativismo, comemorado neste sábado, tem um significado especial para a Unimed Sul Capixaba. É que neste ano a cooperativa completará 30 anos de atuação no mercado de saúde suplementar, destacando-se entre as singulares do Sistema Unimed do Brasil e sendo uma marca reconhecida e de credibilidade em saúde no Sul do Estado. Um dos destaques é a construção do novo hospital, que completou, no último dia 2 de julho, um ano de obras, totalizando 50% da construção concluída.

“Para nós, o Dia Internacional do Cooperativismo reforça não somente o importante papel desempenhado pelas cooperativas na sociedade, mas confirma que a via do cooperativismo, escolhida por um grupo de 30 médicos em 1989, que desejavam melhores condições de trabalho e oferecer uma medicina de mais qualidade para os clientes, foi uma decisão acertada e que vem sendo fortalecida de forma contínua com a união e a participação”, afirma o presidente, o médico Leandro Baptista.

Dr. Leandro Baptista

O presidente ressalta que o novo hospital, que tem previsão de iniciar atendimento até o final do primeiro semestre do ano que vem, é resultado dessa união e participação na gestão da Unimed Sul Capixaba. O empreendimento está sendo construído com recursos captados por meio de um Fundo de Investimento Imobiliário (FII) e tem como objetivo atender procedimentos de média e alta complexidades, respondendo ao crescimento populacional e ao aumento natural por leitos na região.

Continua depois da publicidade

As obras estão sendo realizadas de acordo com o cronograma estabelecido. Toda a estrutura metálica e de placas termoacústicas foi fechada, e a infraestrutura das instalações internas finalizada. Neste mês, uma nova etapa da construção foi iniciada: os serviços de acabamento, com o fechamento e a pintura de paredes, além da instalação de esquadrias de vidro, pavimentação externa e execução do trevo de acesso ao hospital.

O presidente da Unimed Sul Capixaba destaca, ainda, o papel do novo hospital como indutor de desenvolvimento econômico-social, aspecto que também faz parte dos princípios do cooperativismo. Neste primeiro ano de obras, o empreendimento gerou cerca de 200 empregos diretos por mês para trabalhadores de diferentes áreas, além de ter estimulado os negócios locais, desde os pequenos fornecedores de refeições, até profissionais da alta tecnologia, passando pelas áreas de hotelaria, aluguéis, comércio e outros.

Quando entrar em funcionamento, empregará mais 600 colaboradores em diversas áreas, como Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia, Técnico de Enfermagem, Medicina, Recepção, Portaria, Vigilância, entre outras. O novo hospital representa um investimento total superior a R$ 72 milhões, somados os valores do terreno e o da construção. Em sua estrutura, a unidade contará com Centro Cirúrgico com dez salas e unidade de hemodinâmica, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 20 leitos, 102 leitos em unidades de internação, serviços de Oncologia e Centro de Diagnóstico por Imagem.

Publicidade