Crescimento e amadurecimento no quadro social marcam a trajetória da Selita

COMPARTILHE
315

A Cooperativa Selita se consolidou no ramo de laticínios, conquistando o mercado em vários estados brasileiros. Fundada há mais de 80 anos, a instituição tem os olhos focados no futuro, mas sem perder sua essência: o cooperado. Presente em 48 municípios capixabas e em cidades do Rio de Janeiro e Minas Gerais, o número de cooperados, diretos, ultrapassa 1.800 associados.

Há associações, pessoas jurídicas, que também são parte da cooperativa, o que eleva o número de cooperados para mais de 2,3 mil. “O cerne da cooperativa é o associado. A força que ela ganha o torna grande. Hoje, nós somos a maior empresa de laticínios do Espírito Santo e essa grande empresa é de vários associados que se uniram”, ressalta João Marcos Machado, diretor presidente da Selita.

Continua depois da publicidade

Segundo João Marcos, o cooperativismo possibilita que pequenos produtores se unam e surjam grandes empresas como a Selita e outras cooperativas no Brasil, que hoje são consolidadas e fortes. A marca Selita ultrapassou os limites do Espírito Santo e seus produtos atende os consumidores do Rio de Janeiro e Sul da Bahia. O destaque fica por conta do leite em pó que é comercializado em São Paulo, Minas Gerais e até em estados da região Nordeste.

Futuro

A Cooperativa Selita tem sede em Cachoeiro de Itapemirim e uma história de oito décadas marcada pelo crescimento e expansão. Fundada no antigo bairro Consolação, recentemente foi adquirida uma área de dois milhões de m², onde está sendo construída a sua nova sede. O investimento gira em torno de R$ 70 milhões, a metade sendo capital próprio e a outra metade com financiamento externo. Boa parte dessa obra já está em andamento e ela vai possibilitar a redução dos custos operacionais, aumentando sua produtividade, tornando-a ainda mais competitiva no mercado.

“Esse empreendimento é o resultado da união do quadro social. A Cooperativa trabalha para estar sempre junto dos seus associados. Exemplo dessa participação é o Comitê Educativo que atua há 15 anos, é uma das formas de sempre ouvir as demandas de nossos sócios”, completou o diretor-presidente.

Publicidade