Você possui as capacidades necessárias para crescer no mercado de trabalho?

COMPARTILHE
33
Advertisement
Advertisement

Vivemos um momento de pandemia e insegurança política que nos impede um prognóstico preciso do futuro do mercado de trabalho no Brasil. A Pandemia do COVID-19 acelerou uma tendência que há muitos anos vem rondando a geração de empregos no mundo: a substituição do ser humano pelas máquinas.

Continua depois da publicidade

Máquinas não adoecem, não engravidam, não tem férias, não tem carga horária, não entram na justiça e trabalham dedicadamente 24 horas por dia.

Nesse mesmo sentido a insegurança política com a bipolaridade exacerbada deste ano não ajuda em nada a população. È um cabo de guerra entre poderes que acarreta prejuízos irreparáveis a população e quem busca por emprego. Muitas pautas importantes têm sido deixada de lado pelo STF, Congresso e executivo para fazer pressão uns aos outros. Quem paga a conta? Você.

Em contraponto a atual conjuntura sanitária, mercadológica e política em que vivemos, ao menos um fato depõe a favor do ser humano: A tecnologia NUNCA vai ser criativa, ter inteligência emocional, ter empatia ou adaptar-se a necessidade humana como o próprio ser humano.

Peguemos por exemplo os atendimentos por robô, ou mesmo a famosa Siri e Alexsa das gigantes Apple e Amazon. Por mais que se programe a inteligência artificial ela nunca vai substituir o carinho, o contato pessoal, a empatia e a adaptação do ser humano.

Mesmo que essa tecnologia gere certo glamour ou uma tendência mercadológica e chamem a atenção do cliente, 98% das vezes ele vai optar pelo atendimento humano para resolver suas demandas.

Quem nunca se viu reclamando dos atendimentos robotizados em sugerir voltar ao menu principal? Eu sou do que já aperto o 9. Isso deve ser tão recorrente que os atendimentos mudaram a localização do “falar com um atendente” para outros números. Já perceberam? Em vários atendimentos, falar com atendente já não está na opção 9.

Uma coisa é certa, vivemos um momento que as transformações e os fatores sócio econômicos, geopolíticos e demográficos terão impacto direto no mundo do trabalho: seja no surgimento ou desaparecimento de profissões, seja no hall de habilidades demandadas pelo mercado. As habilidades que serão demandadas para a maioria das ocupações estão em mutação. A afirmação parte de relatório produzido pelo Fórum Econômico Mundial no final do ano passado.

Diante disso, acreditamos que existem competências e habilidade profissionais que não vão poder ser substituídas, ainda que nos dias atuais, pois são exclusivamente humanas.

 

Outro ponto de inflexão são os estudos que demonstram que 90 % das empresas adotam quesitos técnicos para suas admissões, mas que utilizam 90 % de quesitos pessoais para o desligamento de seus colaboradores. Isso demonstra uma tendência de valorização de competências relacionais e pessoais se sobrepondo a quesitos apenas técnicos.

O profissional do futuro é aquele que não só conhece tecnicamente as demandas de sua área, mas que possui características importantes ao convívio empresarial, criativo e relacional. Essas capacidades e competências são hoje o diferencial do profissional, aquelas que vão levá-lo a se destacar no mercado e atingir o ápice de sua carreira.

Ao longo dos nossos próximos artigos vamos trazer a vocês leitores um melhor conhecimento de cada um deles. O mais gostoso é saber que você pode desenvolver essas competências, aprimorá-las ou adquiri-las através de um processo de aprendizagem e autoconhecimento. A requalificação e o aprimoramento já não têm mais caráter eletivo e sim de sobrevida.

Em breve traremos a você leitor a primeira destas capacidades: A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Ela ainda não se faz presente no currículo acadêmico, mas é fundamental a profissionais.

A Inteligência Emocional não aparecia nas previsões de habilidades exigidas pelo mercado em 2015 e, agora, ocupa o sexto lugar na lista para 2020. Um dos aspectos que deve ser levado em consideração é o fato de que a inteligência artificial ainda passa longe de aspectos de gestão emocional.

Em breve a AS CONSULTORIA vai lançar sua plataforma de Cursos EAD direcionado as competências do futuro, possibilitado você a ser um profissional completo e diferenciado no mercado de trabalho. Você merece sair na frente, até porque, quem correr atrás está atrasado! Sempre corra na frente!

Também disponibilizamos as empresas uma serie de serviços para que impulsione seus colaboradores e direcione e otimize seus processos seletivos.

Te encontro aqui, em breve para conversarmos mais sobre a Inteligência Emocional. Entre em nosso site: www.asconsultorias.com.br conheça nosso trabalho, acesse nossos contatos, mande e-mail e tire suas dúvidas para que possamos lhe ajudar nesse espaço no AQUINOTICIAS.

 

ALEXANDRE SÁ é Diretor da A.S. CONSULTORIA, Advogado, Pós graduado em Gestão Empresarial, Auditor Lider ISO, Coaching e Mestrando em Auditoria e Gestão de Empresas.

e-mail: [email protected]

site: www.asconsultorias.com.br

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].