Verdade ou mentira?

COMPARTILHE
121
Advertisement
Advertisement

Tenho que admitir, estamos em uma guerra! Mas o triste é verificar que uma das maiores e mais letais armas usadas nesse momento têm sido a desinformação e a mentira. Chega ser doentio ver pessoas, ditas intelectuais, de estrondosa inteligência e até formadoras de opinião, compartilhando, ou melhor, disseminando notícias falsas de ambos os lados.

Continua depois da publicidade

Triste ver pessoas sendo contaminadas com um vírus letal e de fácil contaminação que é o vírus da fofoca ou intriga, a ponto de amizades de longa data serem desfeitas ou até mesmo rolar agressões verbais e físicas, entre cidadãos que sempre conviveram bem independente de suas ideologias políticas partidárias.

Onde vamos parar eu me pergunto? Hoje dialoguei em um grupo WhatsApp sobre umas postagens falsas sobre o governador Renato Casagrande. Publiquei nesse grupo as decisões da Justiça sobre essas “notícias” veiculadas por sites e que, segundo a Justiça apurou, são falsas. Fui atacado terrivelmente pelo grupo, que alegou que, a notícia sendo verdadeira ou falsa, o governador era um “comunista”.

O indivíduo que parece já ter uma opinião formada sobre o governador não aceita mais nenhum argumento contrário, que não esteja de acordo com seus sentimentos? É isso mesmo? Linchamento moral sem direito de defesa? E se fosse ele acusado por algo que não fez? Será que ele iria gostar? Compreenderam?

Vivemos em uma época de profundo desamor pelo próximo, num clima de profunda tensão em face de uma disputa política que não é simplesmente ideológica, mas sim doentia. Ou seja: ou está comigo ou contra mim!

O que fazer para revertermos isso, ou pelo menos tentarmos? Acho que a célebre frase bíblica “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” tem de ser tremendamente exercitada, sem descanso, sem desânimo, tremendamente insistente.

Dizem que uma mentira dita milhares de vezes se transforma em verdade. Eu digo que não, a mentira engana quem quer ser enganado, a verdade traz a luz à escuridão e penetra a consciência humana como um lazer, trazendo dor na alma dos mentirosos.

Convido aqui, principalmente a imprensa miúda, e não menos importante do que as graúdas, dos grandes grupos de comunicações, para publicarem exaustivamente matérias informando aos seus leitores se tal conteúdo é fake ou verdade. Não será fácil essa tarefa, mas será extremamente necessária nesse momento de luto em que o jornalismo verdadeiro vive.

Talvez haja hoje um suspiro de sobrevida nesse mundo de trevas em que vivemos, oxigenado com cilindros de bom senso e de um pouco de ternura que vale ouro nestes dias tão sombrios.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].