Veja o que é destaque nos bastidores da política desta segunda (17) 

COMPARTILHE
145
Advertisement
Advertisement

Resistências internas

Continua depois da publicidade

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não enfrenta apenas a debandada dos melhores quadros de sua equipe, desanimados com o cenário político-econômico atual. É forte a resistência do funcionalismo público, engajado na luta contra as privatizações, e contra a reforma administrativa. A associação de servidores da Caixa, por exemplo, fez uma pesquisa e descobriu que 97% dos servidores são contra a privatização do bancão 100% estatal. O Banco do Brasil já tem capital misto. Mas há cases de sucesso no ramo. A Caixa Seguradora foi privatizada anos atrás, e tem uma sócia francesa. Tornou-se uma das maiores empresas seguradoras do mundo, com nova e mega sede em Brasília.

No azul

Outra resistência vem do setor elétrico. Na sexta, a Associação dos Engenheiros e Técnicos do Sistema Eletrobras espalhou por whatsapp dados positivos que, na visão dos servidores, blindam a estatal de energia da cobiça do mercado privado.

Tomada ligada

Lembram os engenheiros que foram R$ 5 bilhões de lucro no último ano fiscal; que a Eletrobras tem R$ 15 bilhões em caixa, e mais de R$ 44 bilhões em recebíveis até 2028.

É o jogo

O Governo já esperava resistência interna, ao passo que servidores sabem que, nas privatizações, nenhuma estatal pode sair a preço de banana como em alguns casos.

UnB online

Após a confirmação há duas semanas, na Coluna, de que 18 universidades federais já têm faculdades ministrando aulas online em variadas plataformas para os alunos, a tradicional Universidade de Brasília decidiu pela sua. Retoma hoje as aulas remotamente. Nos últimos meses, houve ampla pesquisa com professores e alunos.

Cidadania.uni

Segundo a UnB, dois editais de inclusão digital foram lançados: “2.009 estudantes estão recebendo auxílio financeiro para aquisição de computadores e 805, para acesso à internet”. A reitoria ainda ressalta que, apesar da pandemia, “a UnB não esteve parada”.

Volta ao lar

Kátia Rabelo, ex-Banco Rural, recuperou a portentosa Casa das Cobras, numa falésia de Arraial D’Ajuda (BA). A mansão decana da família, onde cresceu com a irmã, vale uns R$ 20 milhões e fora arrematada em leilão judicial por apenas R$ 600 mil pela família do deputado Ronaldo Carletto (Progressistas-BA).

Mal entendido

Só a reforma da casa custara R$ 6 milhões. Kátia recorreu na Justiça diante de gargalos mal explicados numa ação trabalhista que tramitou meteoricamente. E conseguiu.

MERCADO

Olhar clínico

Ex-secretário de Desenvolvimento e Energia do Rio de Janeiro, o engenheiro Wagner Victer, que impulsionou o setor de GNV no Estado no fim dos anos 90, enviou para deputados sugestões de emenda à Nova Lei do Gás, em tramitação no Congresso.

Entre dutos

Ciente das amarras do setor e das armadilhas no preço final para o consumidor, do industrial à dona de casa, Victer sugeriu mudanças – com aval da ANP – sobre o transporte de GNV para não onerar a União e em especial o consumidor.

Uber & passeios

A Visa Consulting & Analytics soltou um dado curioso sobre o uso de carros na pandemia, com análise embasada nas transações dos cartões da operadora: houve aumento de 27% nos aluguéis de veículos comparando maio com o mesmo mês de 2019. Muito disso é cidadão alugando carro para trabalhar como Uber, ou para passeios.

Na pista

O levantamento da Visa verificou todas as capitais. Destaque para Salvador, que liderou os índices, com “aumento de ticket médio de 239%”, seguida por Maceió (131%), Fortaleza  (118%), Natal (107%) e João Pessoa (89%).

Nicolândia

Tradicional parque de diversões fixo dentro da capital federal – e um dos pouquíssimos do Brasil – o Nicolândia, instalado em meio aos jardins do Parque da Cidade e fechado desde março, resiste sem demissões à crise gerada pela pandemia. A direção informa que não há previsão de reabertura, mas há expectativas.

Expectativas

Proprietários afirmam que não faturam um centavo há cinco meses. Nem há venda antecipada pela internet. “Enfrentamos uma crise sem precedentes. Em que pese essa adversidade, conseguimos renegociar e postergar todas as principais despesas do parque”. Fica a torcida pelo retorno.

Derrapou, voltou

A enrolada Infosolo, na mira da Justiça, conseguiu liminar que revogou decisão anterior, a que suspendeu seus contratos com o Detran do Paraná. E segue a novela.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.