Setor produtivo embarca no governo Victor Coelho. O que isso significa?

COMPARTILHE
260

O setor produtivo de Cachoeiro de Itapemirim, composto pelos setores do mármore e granito, através do Sindirochas, e comercial, através da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acisci), embarcou de vez no governo Victor Coelho. Ao relembrarmos o processo eleitoral de 2016 veremos que este mesmo setor, mesmo que de forma discreta, apoiou o candidato derrotado Jhatir Moreira – que despontava nas pesquisas-, que na ocasião tinha um programa de governo, digamos assim, mais afinado com o setor.

Nesses pouco mais de dois anos de mandato de Victor Coelho, o setor até tentou emplacar uma oposição firme ao governo municipal, através da vereadora Renata Fioro, eleita com apoio do setor, com forte discurso desenvolvimentista. Parece não ter tido sucesso na missão de ser oposição ao atual prefeito e com isso abriu caminhos para a aproximação do governo municipal com o setor produtivo.

Victor Coelho, na verdade, vem sendo uma boa surpresa à frente do município. Visto por muitos como um bom ator de teatro a frente do município, o prefeito vem surpreendendo a cada dia com ações firmes e pontuais, o que talvez tenha motivado o setor produtivo, após dois anos, a entrar no governo e dar sua contribuição ao desenvolvimento de Cachoeiro.

Continua depois da publicidade

Desde o governo Casteglione, o setor produtivo não participa indicando um secretário, o último foi Ricardo Coelho, que fez um belo trabalho à frente da pasta. O dinâmico Francisco Montovanelli, atual presidente da Acisci, tem tudo para dar um ritmo forte na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município. Ele tem experiência, boa articulação com o Governo do Estado e caminhos abertos com o Governo Federal, através de suas boas relações políticas.

O certo é que o prefeito Victor Coelho acertou em cheio no coração do empresariado cachoeirense e tem tudo para dar uma guinada forte no governo, trilhando assim uma caminhada bem mais tranquila rumo a sua reeleição.

Dizem que o setor produtivo não tem votos, mas tem força suficiente para dar fôlego ao governo em busca deles. Os especialistas da política cachoeirense já começam a pensar diferente em relação ao próximo pleito, muitos nos bastidores já falam que não será tarefa fácil desbancar Victor Coelho do mandato, tudo isso após os acertados movimentos feitos nas colocações das peças do tabuleiro de seu governo.

Publicidade