Será que agora vai?

COMPARTILHE
717
Advertisement
Advertisement

De tudo que vi e ouvi no noticiário dos últimos dias, nada me chamou mais atenção do que a possibilidade de termos uma genuína universidade federal no sul do Estado. Enfim, pode sair do papel a Universidade Federal Vale do Itapemirim. A bola está na marca do pênalti aguardando o chute do presidente Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

Espero que dessa vez o presidente acerte o gol e não dê uma daquelas caneladas. A expectativa é boa, afinal o Espírito Santo contribuiu com votação expressiva para a eleição do presidente e têm figurado entre os estados onde mantém boa popularidade.

O fato é que o presidente vai anunciar em breve a criação de novas federais no Brasil e a nossa está na disputa. Se contemplado, o sul do estado vai virar uma importante página de sua história, com reflexos positivos em setores estratégicos para o crescimento regional. Além dos investimentos inerentes à implantação da universidade, atrairíamos para cá pesquisadores e mestres, ou seja, cabeças pensantes de outros estados e países.

Isso ainda atrairia, por tabela, o interesse de empresas de pesquisa e tecnologia, ou seja, trabalho e emprego qualificado. Sem contar que abre também um leque de oportunidade para as famílias que hoje não têm condições de custear os estudos ou a estadia dos filhos fora da região. Nesses tempos bicudos e de vaca magra, seria um alento e tanto.

Quem conhece Viçosa (MG), por exemplo, sabe como foi importante a presença de uma Federal em seu processo de desenvolvimento. No caso da Universidade Vale do Itapemirim, nasceria da autonomia do campus de Alegre e do Departamento de Ciências Florestais e da Madeira de Jerônimo Monteiro, ambos apêndices regionais da Ufes.

O projeto tem sido apadrinhado pelo deputado federal Evair de Melo (PP), aliado aguerrido do presidente Bolsonaro. E tem andado. Passou na primeira peneira de 30 universidades pré-selecionadas. Restaram cinco. Até novembro, o governo vai decidir quem vai e quem fica. Segundo o deputado, já existe previsão orçamentária e de pessoal para a coisa andar. Aleluia!

Penso que uma obra dessa envergadura necessita do apoio incondicional de toda bancada capixaba assentada no planalto central. Tem de haver mais pressão, tanto dos deputados quanto dos senadores, do governador e dos prefeitos. Seria um bom momento para mostrar as boas intenções de vossas excelências para com o sul do Estado. Com altruísmo, sem aquela picuinha que mais atrapalha do que ajuda.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].