Ricardo Ferraço mais vivo do que nunca

COMPARTILHE
584

Há no mundo político o que se imagina como real e o que se confirma cientificamente, via pesquisas eleitorais. Criou-se imaginativamente, por alguns, a tese de que o senador Ricardo Ferraço (PSDB) teria dificuldades além das normais para buscar sua reeleição neste ano.

A ideia do caminho dificultoso se daria por conta de alguns fatores. Um deles, a sua licença do mandato sem um motivo palpável, enquanto o país pegava fogo. Um outro peso nisso seria um ligeiro afastamento do grupo que comanda o Governo do Estado, gente que lá atrás, em 2010, logo após o ‘Abril Sangrento’ abraçou com força sua candidatura ao Senado. E por fim, porém não menos importante, as atitudes intempestivas do seu pai, o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM), contra o governador Paulo Hartung (PMDB).

Mesmo sem excluir o peso desses três fatores na sua provável candidatura à reeleição, é preciso dizer que os primeiros números das sondagens eleitorais mostraram que o pré-candidato Ricardo Ferraço está mais vivo do que nunca na luta para continuar no Senado Federal.

Continua depois da publicidade

A força de Ricardo não vem do seu sobrenome. Se ser um Ferraço lhe ajudou a ganhar seu primeiro mandato de vereador em Cachoeiro, em  1982, e seu primeiro mandato de deputado estadual em 1990, o mesmo não pode ser dito em relação à sua carreira política. Tornou-se deputado estadual, de novo, e, posteriormente, federal. Depois, secretário estadual de Agricultura, vice-governador e, por fim, senador. Ninguém chega aonde chegou, e se mantém, graças a empurrõezinhos de terceiros ou apenas pela vontade do pai.

Ao aparecer muito bem posicionado nessa primeira pesquisa eleitoral divulgada, Ricardo Ferraço mostra que sua trajetória política e sua postura no exercício dos mandatos lhe catapultam para o topo dos nomes prestigiados pela população capixaba. E tirar o mandato de um quadro que tem mais de três décadas de vida pública e relevantes serviços prestados para os capixabas não será tarefa simples.

Na faixa de favoritos ao Senado também estão o senador Magno Malta (PR) e o deputado estadual Amaro Neto (PRB), os dois com belos números na pesquisa divulgada. O que chama a atenção para ambos é a capacidade de uma linguagem mais popular e direta com o povão, fator que pesa na hora do voto. Mas não é só isso que decide. Como a campanha para o Senado terá debates, é preciso ter mais que boa capacidade de discurso. A fala fácil e direta para o eleitor deverá estar recheada de propostas coerentes para os 8 anos de mandato. Trocando em miúdos: mais que lábia é preciso ter conteúdo.

Não há duvidas, pelos números, que tanto Magno quanto Ricardo saem como favoritos. Trazem consigo o desgaste do cargo, é certo, mas também são favorecidos porque têm mais visibilidade, além de serviços prestados, e a consolidação do nome na cabeça do eleitor. E quebrar isso não costuma ser tarefa simples.

*****************************************************************************

”Amarra o teu arado a uma estrela / E os tempos darão / Safras e safras de sonhos / Quilos e quilos de amor / Noutros planetas risonhos / Outras espécies de dor” – Amarra o teu arado a uma estrela (Gilberto Gil)

 

 

 

 

 

 

Publicidade