O tempo de Deus não é o mesmo tempo nosso

COMPARTILHE
51
Advertisement
Advertisement

Tudo na terra tem seu próprio tempo, sua própria estação. Eclesiastes 3.1; E eu tenho certeza de que Deus, que começou a boa obra em nós, continuará ajudando-nos a crescer em sua graça até quando nossa tarefa estiver finalmente terminada naquele dia em que Jesus Cristo voltar. Filipenses 1.6; Não existem atalhos para chegar à maturidade. Precisamos de vários anos para chegar à idade adulta. O mesmo se dá com o fruto do Espírito. O desenvolvimento do caráter cristão não pode ser apressado. O crescimento espiritual, assim como o físico, requer tempo. Quando você tenta amadurecer rapidamente um fruto, ele perde o sabor. Enquanto nos preocupamos em crescer rapidamente, Deus se preocupa em que cresçamos fortes. Deus vê a nossa vida desde a eternidade e para a eternidade; então, nunca está com pressa. No instante
em que você se abre para Cristo, Deus estabelece uma intimidade com você. Você pode imaginar que já entregou toda a vida a ele, mas a verdade é que há uma grande parte dela da qual você nem tem conhecimento. Você só pode dar a Deus o tanto que compreende naquele momento. Está ótimo! Uma vez que Cristo tenha uma intimidade com você, ele começa a
campanha para conquistar mais e mais território, até que sua vida seja completamente dele. Existirão lutas e batalhas, mas a vitória é certa. Deus prometeu que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la. A Bíblia diz: … a fim de que o corpo todo seja edificado até chegar o tempo em que, na unidade da fé em comum e do conhecimento em comum do Filho de Deus, alcancemos a verdadeira maturidade — aquela medida de desenvolvimento implícita na expressão “a plenitude de Cristo”. Tornar-se semelhante a Cristo é seu destino final, mas a jornada durará toda uma vida. Até aqui, vimos que essa jornada envolve acreditar (pela adoração), pertencer (pela comunhão) e transformar-se (como discípulo).
Deus quer que todos os dias você se torne mais parecido com ele: Você começou a viver uma nova vida, na qual está sendo feito de novo e se tornando como aquele que o criou. Hoje somos obcecados por velocidade, mas Deus se interessa mais por força e estabilidade do que por rapidez. Queremos o jeitinho, o atalho, a solução imediata. Queremos um sermão, um
seminário ou uma experiência que resolva instantaneamente todos os problemas, retire todas as tentações e nos alivie de toda dor. Mas a verdadeira maturidade nunca chega depois de uma única experiência, pois mais que seja poderosa ou emocionante. Crescer é um processo gradual. A Bíblia diz: Nossa vida vai se tornando gradualmente mais brilhante e mais bonita à medida que Deus entra nela e nos tornamos semelhantes a ele. Por que demora tanto tempo? Embora Deus possa transformar-nos instantaneamente, ele escolheu nos desenvolver vagarosamente. Jesus é cauteloso no desenvolvimento de seus discípulos. Assim como Deus permitiu que os israelitas se apoderassem da Terra Prometida aos poucos, para que eles não fossem sobrepujados, ele prefere trabalhar gradualmente em nossa vida. Por que levamos tanto
tempo para mudar e crescer? Existem várias razões. Aprendemos lentamente. É comum termos de aprender uma lição quarenta ou cinquenta vezes para realmente captá-la. O problema se repete periodicamente, e pensamos “De novo, não!
Eu já aprendi isso!”, mas Deus é quem de fato sabe o de que precisamos. A história de Israel demonstra quão depressa nos esquecemos das lições que Deus nos ensina e a rapidez com que retornamos aos velhos padrões de comportamento.
Precisamos de reiteradas explicações. Temos muito a desaprender. Muitas pessoas vão ao psicólogo com um problema pessoal ou relacional que levou anos para se desenvolver e dizem: “Preciso que você dê um jeito em mim. Tenho uma
hora”. Ingenuamente esperam uma solução rápida para uma dificuldade enraizada há anos. Como a maioria de nossos problemas e todos os nossos hábitos ruins não se desenvolvem da noite para o dia, não tem cabimento esperar que desapareçam imediatamente. Não há pílula, oração ou teoria que desfaça instantaneamente os danos de muitos anos. É necessário o trabalho duro de eliminação e substituição. A Bíblia chama isso despir-se do velho homem e revestir-se do novo homem. Ainda que tenha recebido uma natureza inteiramente nova no momento da conversão, você ainda preserva os velhos hábitos, padrões e práticas que precisam ser eliminados e substituídos. Temos medo de humildemente encarar a verdade sobre nós. O medo do que poderíamos descobrir se encarássemos honestamente os defeitos de nosso caráter nos
mantém aprisionados, negando a realidade. Somente quando se permite que Deus brilhe a luz de sua verdade sobre nossas faltas, fracassos e traumas é que podemos começar a trabalhar neles. É por isso que não podemos crescer sem uma postura de humildade disposta para a instrução. Crescer é quase sempre doloroso e assustador. Não há crescimento sem mudanças, não existem mudanças sem medo ou perdas e não há perda sem dor. Toda mudança envolve perda de algum tipo. Você deve se livrar dos velhos hábitos para experimentar os novos. Tememos essas perdas,
mesmo que nossos antigos costumes estejam fadados ao fracasso, pois, como um par de sapatos usados, eram ao menos confortáveis e conhecidos. Não raro as pessoas formam sua identidade em torno de seus defeitos. Dizemos: “É bem o meu jeito de ser…” e “É desse jeito que eu sou”. A preocupação inconsciente é que, se eu me livrar de meu hábito,
minha dor ou minha inibição, em que me tornarei? Esse medo pode certamente retardar seu crescimento. Hábitos levam tempo para se desenvolver. Lembre-se de que seu caráter é a soma total de seus hábitos. Você não pode se dizer gentil, a menos que seja habitualmente gentil; você demonstra gentileza sem nem mesmo pensar nisso. Você não pode
afirmar que é integro, a menos que tenha o hábito de ser honesto. O marido fiel à mulher a maior parte do tempo não é de modo algum fiel! Seus hábitos definem seu caráter. Só há uma maneira de desenvolver os hábitos do caráter semelhante ao de Cristo: praticá-los; e isso leva tempo! Não existem hábitos instantâneos. Paulo exortou Timóteo: Pratique essas coisas. Dedique sua vida a elas, para que todos possam ver seu progresso. Com tempo de prática, você fica bom em qualquer coisa. A repetição é a mãe do caráter e da habilidade. Os hábitos que constroem o caráter são em geral chamados “disciplinas espirituais”. Não se apresse À medida que você cresce em direção à maturidade espiritual, existem várias formas de cooperar com Deus durante o processo. Creia que Deus está operando em sua vida, mesmo quando você
não o sente. O crescimento espiritual é um trabalho às vezes tedioso, que progride um passo por vez. Conte com uma melhora gradual. A Bíblia diz: Tudo na terra tem seu próprio tempo e sua própria estação. Na vida espiritual, também existem estações. Às vezes você terá uma curta e intensa explosão de crescimento (estação da primavera), seguida por um período de estabilidade e provações (outono e inverno). E quanto aos problemas, hábitos e mágoas que você
gostaria de eliminar miraculosamente? Não há nada de errado em orar por um milagre, mas não fique decepcionado se a resposta vier por meio de uma mudança gradual. Com o tempo, uma correnteza lenta e firme desgastará a mais dura rocha e transformará penhascos gigantes em seixos. Talvez você se sinta frustrado com o progresso aparentemente lento
que está fazendo na vida. Não se esqueça de que Deus nunca é apressado, mas é sempre pontual. Ele usará todo o seu tempo de vida a fim de prepará-lo para sua função na eternidade. A Bíblia é cheia de exemplos de como Deus usa longos processos para desenvolver o caráter, especialmente nos líderes. Ele levou oitenta anos para preparar Moisés, incluindo
quarenta no deserto. Moises ficou esperando e matutando: “Será que está na hora?”. Mas Deus continuava dizendo: “Ainda não”. Ao contrário dos títulos de livros populares, não existem passos fáceis para a maturidade ou segredos da santidade instantânea. Quando Deus quer fazer um cogumelo, ele o faz da noite para o dia; mas quando quer fazer um
carvalho gigante, leva cem anos. Grandes almas são desenvolvidas através de lutas, tempestades e períodos de sofrimento. Tenha paciência com o processo. Tiago aconselhou: Não tentem se desviar de nada prematuramente. Deixem as coisas acontecerem, para que vocês se tornem maduros e desenvolvidos. Não desanime. Quando Habacuque ficou deprimido por achar que Deus não estava agindo rápido o suficiente, Deus lhe disse: Essas coisas que planejei não
acontecerão, porém imediatamente. Devagar, firmemente, e com certeza, vai se aproximando o tempo em que a visão será cumprida. Se parecer demorar muito, não se desespere, porque tudo vai acontecer mesmo! Seja paciente! O cumprimento dessa promessa não vai chegar nem um dia atrasado! O atraso não é uma negativa de Deus. Lembre-se de
quanto você já passou, não de quanto terá de passar. Você não está onde quer, mas também não está onde costumava estar.
Que Deus possa nos ensinar a sermos mais pacientes e que possamos deixar Deus agir em nossas vidas dentro do tempo que ele determinou para nós.

Continua depois da publicidade

Frei. Geraldo Aguiar FMD

Advertisement
Continua depois da publicidade

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.