O que podemos esperar para 2022?

COMPARTILHE
FOTO: Internet/likemagazine
188
Advertisement
Advertisement

À medida que viramos a esquina para um terceiro ano “sem precedentes” da pandemia do coronavírus, pode ser difícil adivinhar o que está por vir nos próximos meses, mas tentaremos com nosso esforço preencher algumas lacunas.

Continua depois da publicidade

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

A tendência mundial e nacional é que cada vez mais vejamos nos noticiários a palavra sustentabilidade e crédito de carbono. Consequentemente, as empresas podem se concentrar mais em metas verdes e sustentáveis no ano de 2022. As iniciativas de sustentabilidade continuarão a se tornar mais importantes à medida que as mudanças climáticas se tornarem uma preocupação para um número crescente de pessoas o que já vem acontecendo.

A COP26 trouxe preocupações, porém passou longe de criar soluções reais ao problema das emissões de carbono na atmosfera. Demonizar o desmatamento no Brasil também não é a solução. A Amazônia e a Mata Atlântica vêm sofrendo com desmatamento a muitos e muitos anos sem nenhuma política pública eficaz para freá-la. Alguns podem até dizer que seja consequência do crescimento agropecuário ou dos centros urbanos, mas acredito ser consequência de uma péssima política ambiental.

Se aplica ao caso uma máxima que aprendi no início de minha graduação em Direito: A única coisa capaz de frear o crime não é a severidade da pena, mas a certeza da punição. O Problema é que o Brasil é o país da impunidade.

Quanto ao Crédito de Carbono a tendência para 2022 é o seu fortalecimento, principalmente após a regulação do mercado nacional, se tornando a cada dia uma excelente opção tanto para solução ambiental para diminuição das emissões de carbono quanto a nível de investimento em razão da sua valorização monetária e lastro.

ECONOMIA BRASILEIRA

“Cadeias de suprimentos”, “inflação” e outros chavões povoaram inúmeras notícias em 2021, e o próximo ano continuará a vê-las nas principais notícias.

A tendência econômica é de que haja aumento considerável na taxa Selic em razão da dificuldade do governo em segurar a inflação que continua a subir. Essa tendência de alta dificultará em 2022 o acesso da população a crédito e vai consequentemente aumentar o endividamento.

Em nossa opinião, o mercado financeiro tende a oscilar mais em 2022 do que em 2021 muito em razão das incertezas quanto as novas cepas da covid e das eleições que ocorrerão no país.

Já vimos o quanto os mercados reagem com as opiniões dos candidatos e a tendência é que a polarização política acirre os ânimos e façam com que o investidor fique mais retraído e migrem para mercados menos volátil.

Acreditamos que as empresas fornecedoras de matéria prima terão tendências de alta enquanto a desaceleração do mercado derrubará grandes empresas de comércio o que vem acontecendo no fim do ano de 2021.

A COVID-19 apontou não apenas os pontos fracos da saúde pública, mas também a forma como administramos nossas economias. Um deles foram as cadeias de suprimentos sobrecarregadas o que gerou impacto nos preços aumentando a inflação que não pôde ser contida pelo governo.

Por fim acreditamos que a inflação dependerá se podemos continuar com a recuperação, ou se o omicron (ou outras mutações) colocará o setor de serviços em espera e os gastos domésticos serão canalizados para produtos manufaturados, que precisam de cadeias de suprimentos que funcionem bem para encontrar o caminho para nossas casas.

SETOR DE ROCHAS ORNAMENTAIS E AGRONEGÓCIO

Os dois setores são a base da economia Espiritosantense e sofreram com a pandemia como todos os setores econômicos. O agronegócio pela sua característica de essencialidade mostrou crescimento apesar da crise mundial, mostrando que em projeção para 2022 sua tendência contínua de crescimento.

Para o ano de 2022 não acreditamos que haverá restrições de transporte de insumos e produtos e consequentemente o agronegócio continuará a crescer, principalmente em suas exportações.

Aliás, os dois setores tendem a crescer no mercado externo em face da desvalorização da moeda brasileira frente ao dólar ocasionando a vantajosidade no comparativo das vendas internacionais e nacionais.

Com relação ao mercado interno de Rochas Ornamentais, o setor sofreu mais com as paralisações e lockdown do que em relação as vendas uma vez que o mercado de construção civil foi um dos que cresceram no ano de 2021 superando inclusive as projeções realizadas.

Basta saber como o mercado reagirá as eleições que se aproximam e a alta da taxa Selic que acaba inviabilizando o financiamento imobiliário, impactando diretamente no setor de construção civil.

2022 SERÁ O ANO DO PÃO E DO CIRCO

Para quem gosta de história essa metáfora ficara mais compreensível. Os jogos festivos do Coliseu e a distribuição de trigo (pão) para a população que estava em constante crescimento eram financiados pelo próprio imperador e pela nobreza. Essa política tinha como objetivo o agrado da população, diminuindo a tensão social no reino a partir da distração com grandes atrações e a distribuição de alimentos. O objetivo era desviar a atenção dos eventos cotidianos e dos assuntos políticos, para que não houvesse rebeliões e levantes populares contra os seus governantes. Essa política ficou conhecida como a política do pão e circo, e foi bastante importante no Império Romano.

Ano que vem teremos as eleições em um momento histórico de maior polarização da população de direita e esquerda. Podemos ter eleições violentas tamanha intolerância de ideias desses dois grupos. Contudo, felizmente teremos a Copa do Mundo e o Brasil é o país do futebol. O futebol hoje é a única coisa capaz de proporcionar um abraço de união entre um bosonarista e um lulopetista.

Sim, desde quando Edson Arantes do Nascimento o eterno Pelé parou uma guerra sangrenta na África, nada é impossível para o futebol. Aliado a política assistencialista “do pão” aproveitada pelo presidente, podemos acreditar que o ano de 2022 será sim o ano do pão e do circo.

Chamar Bolsonaro de um bom Presidente é o mesmo que acreditar na inocência de Lula. Infelizmente, apesar de acreditar que no futebol e na política o jogo acaba somente ao apito final, nosso país será comandado por um dos extremos dessa guerra política. Para que isso não ocorra, só um triunvirato de alguns ministros do STF. Alguns deles, como generais romanos, insistem em ser protagonistas mesmo com a independência dos poderes prevista na Constituição. Em verdade, a defesa atual do STF não é a constituição e sim o interesse dos próprios membros que o compõe.

AGRADECIMENTO

É gratificante e uma responsabilidade escrever nesse espaço. Ao escrever ou expor um pensamento, é preciso prestar atenção naquilo que estamos apresentando ao leitor. Tudo isso vem do conhecimento e da vivência que adquirimos em vida.

Ao expor o pensamento sempre tomo o cuidado com as emoções e sentimentos que podem ferir pessoas, mas sou muito honesto com meus pensamentos. Fico feliz por todo e-mail recebido, todo contato que recebi via WhatsApp sobre os textos dessa coluna no jornal, e foram muitos.

Agradeço a Deus pelo ano de 2021 e a todos amigos e parceiros de nossa empresa que estiveram presente em nosso ano. A minha amada esposa Ana Carolina, meus filhos Pietra e Gabriel e toda minha família, meu porto seguro nas tempestades.

Gostaria de parabenizar toda equipe do jornal que faz um trabalho excepcional colocando o Aqui Notícia em um patamar de grandeza e destaque.

Tenho muita admiração pelos amigos Elias Carvalho e Katia Quedevez, pessoas de luz que buscam a cada dia ajudar nosso amado Espírito Santo a atingir um patamar merecido. Não atoa, o sucesso acompanha o trabalho.

Desejo a todos os leitores um excelente 2022. Que seja um ano de sucesso a todos.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

James R. Sherman

 ALEXANDRE SÁ é Diretor da A.S. CONSULTORIA, Advogado, Pós graduado em Gestão Empresarial, Auditor Lider ISO, Coaching e Mestrando em Auditoria e Gestão de Empresas.

e-mail: [email protected]

site: www.asconsultorias.com.br

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].