O eterno terno

COMPARTILHE
Foto: JONATHAN LESSA
80

Depois de cinco meses escrevendo para o Aqui Notícias, escolhi como pauta da semana um tema que é mais do que minha especialidade, é minha paixão, meu trabalho e um dos assuntos que mais domino, a alfaiataria masculina, mais precisamente o terno.
Originário no século XVIII, o traje esteve presente em um momentos muito importantes da economia mundial: o início da revolução industrial e a introdução do capitalismo. Acontece que durante um longo período os homens andavam adornados e com roupas que representavam sua relevância social, com a decadência da monarquia, e a ascensão do conhecimento que gera renda, notou-se a necessidade de padronizar a veste masculina, ao ponto em que os homens em uma reunião de negócios não se destacariam mais por seus adornos e sim pelo seu conhecimento e sabedoria.
Desde então, já se passaram mais de três séculos de existência desse traje, que além de requintado, agrega seriedade e postura a quem utiliza. Mas como o meu objetivo aqui é tratar as novidades e tendências, digo a vocês que até esse ícone do guarda roupas masculino tem passado por muitas transformações. Então, vamos costurar melhor essa conversa e conhecer os destaques para a linha de ternos em 2018.

Super Slim: Você já deve ter ouvido várias vezes esse termo, e todo cliente que eu atendo pede essa modelagem, mas será que ela é adequada todo biótipo? O terno super slim é ideal para quem veste calças entre os tamanhos 36 e 48, além de ter a silhueta mais justa, ele é mais curto e possui sua lapela mais estreita, o que deixa o homem mais elegante e esguio.Corte Italiano: possui um estilo mais ousado, deixando os ombros largos e a cintura fina, acompanhando a calça mais acertada. O bolso sem aba contribui para a silhueta enxuta, assim como a falta da fenda, características que não favorecem os gordinhos. A lapela larga fica melhor com uma gravata tradicional.
2 botões: Já usou terno de 6 botões, 3 botões, mas agora a escolha certa é o paletó com 2 botões. Acompanhando a tendência slim, que invadiu até a linha de gravataria, esse terno possui sua lapela mais aberta e longa, o que proporciona uma maior visibilidade da camisa e da gravata.
Fica a dica: para os modelos de ternos apresentados acima, camisas com colarinho italiano e nó de gravata simples é sempre mais adequado, atual e elegante, mas esse tema ficará para próxima edição.

Continua depois da publicidade