Na corda bamba, Dr. Carlinhos tenta barrar votação de suas contas na Câmara de Muniz Freire

COMPARTILHE
Caso tenha as contas rejeitadas pela Câmara Municipal, Dr. Carlinhos (PROS) ficará fora das eleições deste ano, em Muniz Freire.
364
Advertisement
Advertisement

Vendo a possibilidade de ficar impossibilitado de disputar as eleições deste ano, caso a Câmara Municipal de Muniz Freire confirme decisão do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE), que rejeitou suas contas de 2017, Carlos Brahim Bazzarella, popular Dr. Carlinhos (PROS), recorreu à Justiça para impedir sessão ordinária que aconteceria nesta quinta-feira (13).

Continua depois da publicidade

Segundo apurado pela Coluna, se as contas de Dr. Carlinhos forem votadas antes das eleições e rejeitadas, o prefeito ficaria inelegível, ou seja, não poderia disputar cargos eletivos nos próximos oito anos.

Sabendo do risco de ficar fora das eleições deste ano, na última semana o prefeito, por meio de seu advogado, teria enviado ofício ao Legislativo Municipal na tentativa de barrar a sessão marcada para esta quinta-feira, mas não obteve êxito no pedido.

No documento, a justificativa para impedir a votação das contas de Bazzarella seria o fato do vereador Roberto Paulúcio (PP) ser pré-candidato a prefeito e que poderia votar de forma parcial, com interesses políticos, numa espécie de perseguição ao chefe do Executivo.

O vereador, em sua defesa, disse ao presidente da Casa, Gedelias de Souza (PEN), que durante seu mandato jamais perseguiu a administração de Dr. Carlinhos e que no atual pleito já foram julgadas as contas de dois ex-prefeitos, onde sempre seguiu o entendimento do Tribunal de Contas na hora de votar.

Gedelias acatou a defesa de Roberto Paulúcio e manteve a sessão para julgamento das contas do prefeito. Na iminência de ficar fora das eleições, Dr. Carlinhos recorreu ao judiciário onde conseguiu uma liminar, por meio de medida cautelar, que suspendeu a sessão desta quinta-feira, já que o plenário teria que decidir se Paulúcio deve ou não participar da votação das contas do prefeito.

Por telefone, o presidente da Câmara informou que a decisão em relação a participação de Roberto Paulúcio na votação das contas ocorrerá na sessão da semana que vem e que uma nova sessão extraordinária será marcada para apreciação das contas do prefeito.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.