“Espelho de um Brasil que não dá certo”

COMPARTILHE
Erros técnicos no julgamento que levam à nulidade da condenação de quatro pessoas no caso da Boate Kiss, onde morreram mais de 200 pessoas, são um espelho
28
Advertisement
Advertisement

Reflexão & reinvenção

Erros técnicos no julgamento que levam à nulidade da condenação de quatro pessoas no caso da Boate Kiss, onde morreram mais de 200 pessoas, são um espelho de um Brasil que não dá certo – até no Judiciário. É o mesmo País cuja Lei permite a “saidinha” de presos em feriados, os quais muitos cometem mais crimes. É onde uma menina de 10 anos sai para comprar pão e não volta, vítima de estupro. O País em que bêbados ao volante atropelam, matam, e vão para casa dormir sem punições na mesma noite – uns até sem pagar fiança. É onde políticos condenados com provas ganham nova chance de disputar eleições (em diferentes esferas de Poder) e ladrões de colarinho se sentem no direito de pedir dinheiro roubado de volta. O Brasil em que um chefe da nação diz “e daí, lamento” – em vez de dar exemplo público no combate à pandemia. Aqui se usa mais de R$ 5 bilhões de verba do cidadão para convencê-lo a votar em alguém, com a certeza de que é um fundo perdido. No Brasil, fala-se muito em direitos, e quase nada nos deveres. Além de uma reforma do Código Penal e da reforma política, o Brasil precisa urgente de uma reforma cultural. A reflexão é urgente, a reinvenção é necessária.

Quem? Euuuu!?

Continua depois da publicidade

O senador Fernando Collor (PTB) escolheu seu vice para disputar o Governo de Alagoas. É o vereador de Maceió Leonardo Dias (PL). Em recente passado, Dias afirmou que disputaria eleição contra Collor para derrotá-lo por causa do “sequestro da poupança” no famigerado Plano Zélia Cardoso no início do Governo Collor, nos anos 90. Quem não se lembra? Dias sim, mas se esqueceu de algo tão recente na lábia.

Novela do PROS

Com vaivém de decisões liminares na Justiça, troca de comandos que defendem rumos diferentes na eleição, o PROS tem que decidir hoje, por lei, se fecha com Lula da Silva (PT) ou lança Pablo Marçal, de seus quadros.  A autofagia de fundadores chegou a nível paranormal – ou Marçal tem olhos nos corredores dos tribunais. Em dois vídeos de quarta-feira ele crava que haveria reviravolta judicial a seu favor. E houve. Até o fechamento da Coluna, o PROS seguia sua sina de disputa por dinheiro na legenda.

BC longe do Rio

Mais um indicativo de que o Rio de Janeiro vai mal no cenário nacional. O Comando da Aeronáutica revogou a licença para operação do heliponto da sede do Banco Central na capital fluminense. A decisão saiu no Boletim do último dia 21 de Julho, publicada no Diário Oficial pelo Ministério da Defesa. O BC centraliza atividades em Brasília.

Sem desafinar

A cantora Paula Toller, ex-Kid Abelha, provou que não é bolsonarista – muita gente achou isso porque ela processou a direção do PT por ter usado uma música sua indevidamente na campanha de 2018. Foi só questão de direitos autorais. Paula acaba de assinar a Carta em Defesa dos Direitos da Democracia, lançada pela USP. A lista é eclética, com signatários de diferentes perfis e segmentos do País.

A boa política

Acredite, existem bons políticos – a despeito de a maioria, pelo notório, manchar o Congresso Nacional. A região Sudeste teve 18 dos 41 congressistas avaliados como cinco estrelas no Índice Legisla Brasil, o equivalente a 43% de todos os deputados mais bem-avaliados. O Índice foi lançado na segunda-feira para avaliar o desempenho de parlamentares que atuaram na Casa desde 2019.

ESPLANADEIRA

# 1ª Virada da Habitação promove amanhã encontros entre organizações e negócios de impacto para falar sobre moradia social. # Road Show ABGD HUAWEI Solar chega a Brasília e oferece cursos sobre energia fotovoltáica para população. # AgroStart está com inscrições abertas para startups do agro. # Nutrien anuncia acordo de aquisição da empresa de varejo brasileira Casa do Adubo. # Juliana Valentim lança coletânea de poesias “Palavras que dançam ao redor do sol”.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].