Elis Mara

Elis Mara

  • (28) 99917 2544

Drenagem linfática: a queridinha das mulheres

COMPARTILHE
297

Drenagem linfática é um procedimento realizado através de massagens, cuja função principal é acelerar a ação do sistema linfático. Este é um dos sistemas de nosso corpo, um tanto desconhecido. Ele é composto por vasos que transportam fluidos. Ele atua na eliminação de resíduos derivados do metabolismo celular.

Essa técnica foi desenvolvida em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder e sua esposa e, posteriormente, foi aprimorada, tornado-se popular. A linfa é liquido existente nos vasos dos gânglios linfáticos. É caracterizada por sua viscosidade, ausência de cor, por conter substancias orgânicas e inorgânicas, resíduos e toxinas. A principal função da drenagem linfática é acelerar o processo de retirada dos líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos, encaminhando-os aos vasos capilares e por meio de movimentos específicos, direcionando para que sejam eliminados.

Como é feita a drenagem linfática

Para que seja eficiente, a drenagem linfática deve ser feita sobre o trajeto dos vasos linfáticos, no sentido do gânglio linfático. Quando feita de forma manual, os movimentos são leves, com pressão em bracelete.

Continua depois da publicidade

Cada região do corpo pede movimentos diferentes, sempre terminando em algum gânglio linfático. Nas pernas, os movimentos são ascendentes: da perna até a fossa poplítea (parte posterior do joelho), da coxa até a virilha. Na barriga o movimento deve ser feito até a virilha. Já nos braços e tórax, os movimentos vão a caminho das axilas.

Também é possível fazer drenagem linfática no rosto, sempre indo em direção aos gânglios linfáticos, dessa vez do pescoço. Por fim, o couro cabeludo também pode ser algo da massagem, principalmente em dois pontos: na parte alta do crânio e o segundo um pouco mais abaixo em direção as têmporas.

A drenagem linfática pode ser feita com ajuda de aparelhos da endermologia, que possuem mecanismos de vácuo e rolamento – mas não é tão eficiente quanto a manual, uma vez que na última o profissional consegue inspecionar a área a ser massageada e trabalhar mais as áreas mais necessitadas. Para que seja mais eficiente, recomenda-se que o profissional faça o esvaziamento dos gânglios linfático, com movimentos circulares no sentido horário, antes de drenar a linfa em sua direção.

É uma técnica que desperta muito interesse, principalmente o das mulheres. O motivo é a tentativa de emagrecer através da técnica. Muitas acreditam que basta fazer a drenagem linfática para queimar gorduras e emagrecer. Mas, não é bem assim. Entenda o que acontece.

Emagrece?

A drenagem linfática mais eficiente é feita de forma manual. Ela favorece o organismo em muitas coisas, porém, sozinha, não acarreta emagrecimento, como muitos acreditam.

O que ocorre é que, quando as massagens são bem feitas, elas contribuem para eliminar líquidos, e estes são expelidos através da urina. Isto causa desinchaço do corpo, que em muitos casos é confundido com emagrecimento.

Mas, na verdade, a drenagem linfática sozinha e por si só, não gera queima de gorduras e perda de peso. Ela pode sim cooperar com a eliminação da gordura localizada porque reduz fluidos, resíduos e toxinas do corpo.

Drenagem elimina as toxinas e resíduos do organismo?

A drenagem é como próprio nome diz, atua drenando os líquidos inúteis que estão entre as células e que impedem o funcionamento excelente do corpo. Com o organismo livre de toxinas, torna-se mais fácil o funcionamento do metabolismo. Quando tudo está funcionando bem, a possibilidade de emagrecimento aumenta.

Livre de resíduos as células recebem melhor os nutrientes e também são capazes de eliminar com mais eficácia as toxinas. Neste estado de funcionamento ideal o metabolismo torna-se mais acelerado e mais capaz de queimar gorduras indesejáveis. A drenagem linfática para emagrecer precisa, no entanto, estar associada à alimentação balanceada e exercícios físicos.

Como fica a barriga depois da drenagem linfática?

A drenagem feita na barriga pode ajudar o funcionamento correto do intestino. Também auxilia na eliminação de gases e no desinchaço do abdome. Tudo isto leva a uma diferença no volume da barriga.

Antes da massagem, a barriga está cheia de gases e fluidos intersticiais desnecessários. Está com volume aumentado. Depois da massagem, quando os líquidos são drenados e excluídos, o abdome desincha e fica com menos centímetros.

Mas, não se pode dizer que a gordura ali localizada foi excluída. Apesar da técnica de drenagem possuir efeito antioxidante e drenar mesmo, ela não age sobre o metabolismo das gorduras.

“MAIS DO QUE MASSAGEM, A MASSOTERAPIA É UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL”.

Quando a drenagem linfática sai errado

A drenagem linfática não pode deixar hematomas no corpo, isso significa que algum vaso sanguíneo foi rompido. Normalmente isso acontece quando o profissional que está aplicando a técnica mistura com a massagem modeladora ou outros tipos de tratamentos. Mesmo assim, nem mesmo a modeladora deveria deixar esse tipo de marca.

Benefícios

São vários os benefícios da drenagem linfática para nossa saúde:

  • Elimina os líquidos, resíduos e toxinas do corpo
  • Ajuda no combate à celulite
  • Elimina o inchaço do corpo
  • Ativa a circulação
  • Auxilia no pré e pós-operatório
  • É desintoxicante
  • Contribui para a eliminação da celulite
  • Desincha e coopera com o emagrecimento
  • Atua como analgésico
  • É relaxante e tranquilizante
  • Melhora a ação anti-inflamatória do organismo

Contraindicações da drenagem linfática

A drenagem linfática está contraindicada para pessoas com infecção, pois as células infecciosas podem cair no sistema linfático e se espalhar mais facilmente pelo corpo. Pacientes com risco vascular, como insuficiência cardíaca, trombose, asma brônquica, bronquite asmática e hipertensão descompensada também devem evitar o tratamento. Pacientes que estejam usando alguns remédios específicos para o tratamento de quimioterapia também são contraindicados, pois há possibilidade de restos tumorais de células cancerígenas serem captados nos linfonodos e metastizados em outros órgãos do corpo.

 

Grávida pode fazer?

Não só podem como devem! O edema, ou retenção de líquidos, é um problema comum na gravidez, e a drenagem é perfeita para reduzir esse incomodo. Ela ainda pode ajudar prevenir a celulite e as estrias, diminui bastante o inchaço corporal ao final do dia.

Porém, essa drenagem só pode ser feita com aval do médico. Normalmente isso ocorre a partir do terceiro mês de gestação e a massagem deve ser diferenciada, pois não se deve drenar a região abdominal e da mama, e sim apenas fazer movimentos de deslizamento suaves. A gestante não pode ficar de bruços e por isso a drenagem na parte posterior é feita com a paciente de lado.

Profissionais que podem fazer

A drenagem linfática deve ser realizada por profissionais habilitados, como fisioterapeutas e massoterapeutas.

Número de sessões necessárias de drenagem linfática

Este é um tratamento que deve ser feito de forma frequente para ter resultados. Todos os dias ou 3 vezes por semana com um profissional capacitado.

Resultados da drenagem linfática

Os benefícios gerais da drenagem linfática, como a melhora de inchaço (edema), podem ser sentidos imediatamente. Já no caso da celulite, os resultados dependem de uma série de fatores, como alimentação, tabagismo, estresse e do grau da celulite. É preciso antes mudar os hábitos que causam a retenção de líquidos. Em quadros mais avançados, são necessárias mais sessões de drenagem linfática para que sejam vistos os resultados.

Alie a drenagem linfática com…

Alimentação balanceada. Os resultados desse tratamento para melhorar a circulação é muito maior se o paciente se alimentar bem. Reduzir a quantidade de sódio, por exemplo, ajuda muito a diminuir a retenção de líquidos, um dos problemas tratados pela drenagem linfática. E o sódio não está presente apenas no sal, ele é muito comum em alimentos industrializados, mesmo os doces como biscoitos recheados, sucos em pó e refrigerantes.

Por outro lado, vale a pena incluir mais fibras na sua alimentação, pois isso melhora o trânsito intestinal e com isso há uma melhora também na retenção de líquidos.

Ingestão de líquidos. Pode parecer irônico, mas quanto mais líquido você ingerir, menos retenção terá! Isso porque o nosso corpo tem um equilíbrio muito grande com a água, portanto, quanto menos ela estiver disponível no corpo, mais ela ficará retida e menos ela será eliminada na urina, por exemplo. Por isso mesmo, garantir que seu corpo está sempre bem hidratado ajuda a reduzir a retenção, potencializando a sua drenagem linfática.

Atividade física regular sempre será indicado quando o assunto é saúde. No caso da drenagem, o exercício aumenta a oxigenação do corpo, o que favorece a ação da sua drenagem linfática.

 

ESPAÇO HARMONIA E LUZ. (28) 99917 2544 – Rua Tenente Arnaldo Túlio, 56 – GUAÇUÍ-ES. 
Elis Mara Tuayar Sesse é Psicanalista Clínica, Massoterapeuta, Terapeuta Holística, Esteticista e Fototerapeuta Laser – SBP 1600 0050 / CRT 45987.

 

Publicidade