De primo para primo

COMPARTILHE
723

Não é balela política a possibilidade de Evandro Paiva ser lançado pelo grupo do prefeito Dr. Luciano Paiva (PROS) para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa neste ano. As palmeiras da praça Domingos José Martins, na Vila de Itapemirim, informam que o assunto está sendo meticulosamente calculado.

Para interlocutores do prefeito afastado de Itapemirim, Evandro, que é dentista e tem forte vínculo com o futebol local, é um nome de fácil associação com Dr. Luciano. Primos, e muito ligados, o grupo enxerga grande capacidade de transferência de votos, afinal além do vínculo familiar os dois sempre trabalharam juntos nas eleições passadas. O pré-candidato já teria até um slogan eleitoral: para Itapemirim continuar sorrindo!

O próximo passo de Evandro é se filiar ao Pros. Isso deve acontecer muito em breve no gabinete do deputado estadual Sandro Locutor. A partir daí, estaria dada a largada para um novo Paiva na política de Itapemirim. Estrategicamente o grupo de Dr. Luciano sabe que não pode deixar o espaço político conquistado à duras penas se perder, e por isso necessita formar uma nova liderança através do seu enorme capital político.

Continua depois da publicidade

Independentemente de voltar ao poder com rapidez ou não, Dr. Luciano quer fazer um nome para enfrentar e derrotar seus adversários. Apesar de ter saído vencedor em duas eleições consecutivas, o prefeito afastado não quer se desguarnecer. O nome da vez seria seu vice-prefeito Thiago Peçanha (PSDB), atualmente em exercício, mas como eles romperam, há que se projetar outro.

Nessa engenharia política cada vez mais real, surge ainda um outro cenário chamado 2020. Caso dispute e ganhe a eleição de deputado estadual, Evandro Paiva abre um leque político maior que o latifúndio da Usina Paineiras quando o assunto se chamar sucessão municipal. Chegaria como um nome forte e consolidado para suceder o primo. E mesmo no caso de não vencer agora, mas sendo bem votado, ainda assim se fortalece para ser candidato a prefeito de Itapemirim.

Filho de funcionários municipais (efetivos) de Itapemirim, nascido e criado no município, Evandro Paiva tem forte vínculo com sua terra. Ausentou-se apenas para fazer odontologia no Rio de Janeiro, mas, após diplomado, retornou para cuidar de sua gente através da profissão escolhida. E agora, ao que parece, pretende cuidar dos conterrâneos e fazê-los sorrir de outra maneira: na política.

************************************************************

“O que será, que será? / Que andam suspirando pelas alcovas / Que andam sussurrando em versos e trovas / Que andam combinando no breu das tocas / Que anda nas cabeças, anda nas bocas” – O que Será (Chico Buarque)

Publicidade