CORRETOR DE IMÓVEIS, PARABÉNS!

COMPARTILHE
Real estate agent with house model and keys
47

Hoje, 27 de Agosto é comemorado o dia do corretor de imóveis, profissão responsável pelas mediações imobiliárias, à primeira profissão a ser regulamentada por lei no País.
A data do dia 27 é uma homenagem ao dia da grande conquista, dia 27 de agosto de 1962, data do Decreto Lei nº 4.116 que regulamentou a profissão. Mas tantas coisas mudaram de lá para cá, não é mesmo?
Hoje não somos apenas quem faz a ponte entre vendedor e comprador, somos psicólogos, economistas, engenheiros, arquitetos, dentre outras funções. Brincadeiras à parte, o corretor hoje se tornou um consultor imobiliário.
Ele não deve só saber tecnicamente dos dados de mercado, mas também ter a percepção e o feeling para resolver as demandas e necessidades dos clientes. Há quem diga que até 2025 esta ocupação irá sumir. E eu concordo.
Acredito que quem sumirá será o corretor que não se capacita, não se atualiza, não está atento as mudanças do mercado e, principalmente, as mudanças do cliente.
No entanto, aquele que for profissional, este sim nunca estará extinto, porque nada substitui o contato humano. Por isso, o profissional que se capacitar, que estiver tecnologicamente alinhado com o mercado e que, principalmente, tenha a real intenção em te ajudar, será parte da mudança que vivemos hoje, e não engolido e jogado fora por ela.
Cada vez mais o mercado exige profissionalismo de qualquer ramo existente hoje. E com tantas informações possíveis na palma da sua mão, se faz necessário à presença de um profissional capacitado que possa esclarecer e te guiar passo a passo dentro da sua demanda.
Até porque nem todas as informações colocadas na internet são verídicas. E mais que isso, nem todas são aplicáveis ao seu caso. Somente com um estudo pessoal, caso a caso, é que saberemos qual o melhor caminho para você.
Por isso tudo, desejo aos meus colegas de profissão meus sinceros parabéns! Que possamos prosseguir na luta diária para um mercado cada vez mais profissional e ético.

Continua depois da publicidade