"Contorções políticas/jurídicas"

COMPARTILHE
178

O universo político brasileiro estremeceu nos últimos dias, com as revelações da troca de mensagens que podem comprometer o Ministro Sérgio Moro e o Procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol. O Site “the intercept” recebeu de fontes desconhecidas conteúdo parcializador e que fere o artigo 254, inciso IV, que acentua a nulidade do processo quando o juiz aconselha qualquer das partes interessadas e envolvidos na peça acusatória e nos trâmites procedimentais.

Caso o conteúdo do site the intercept esteja correto, não existirão dúvidas que houve um aparelhamento entre os Procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro, tornando seus atos um escândalo de proporções inimagináveis. De fato, o risco desta gravidade pode comprometer todo trabalho contra o temido e sofisticado crime de “colarinho branco”, onde o desdobramento político pode ganhar contornos da injusta seletividade no seu conjunto indiciário.

Por falar em desdobramento político, a guerra de “verdades” está cada vez mais acirrada, especialmente no mundo virtual. Petistas e antipetistas se enfrentam na arena da insensatez, disputando a espúria auréola dos inexistentes anjos políticos. Aliás, o petismo e o antipetismo são as duas maiores anomalias políticas dos últimos anos, seduzindo tolos e tolhidos que “se” perdem e “se” adoecem entre as mínimas verdades e as sortidas mentiras. São os doutores das suas próprias opiniões, a entronização da ignorância e a cega paixão do próprio umbigo.

Continua depois da publicidade

Destarte, no meio desse Fla x Flu despolitizado muita gente vem desnudando suas preferências e suas escondidas artimanhas. Os lulistas querem a sua imediata soltura, desconsiderando as outras 122 condenações e todo roteiro criminoso implementado pelo PT governamental, como por exemplo, os 100 milhões furtados pelo ex-ministro Palocci, réu confesso e condenado há 12 anos de prisão. Quero já adiantar que não sou bolsonarista, pelo contrário, sou um livre e consciente crítico deste atrapalhado governo, comprovadamente despreparado e sem projeto. No entanto, não posso anuir com o aparelhamento das repartições e da máquina pública protagonizado pelo PT quadrilha, juntamente com o PMDB de Sérgio Cabral, Michel Temer, Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima (o homem dos 51 milhões no apartamento) e outras hienadas siglas. A peça acusatória indica que o PT profanou-se politicamente, irmanando-se com as grandes corporações no rifual processo de gatonização das estatais brasileiras. Lula e a cúpula petista sabiam e participaram ativamente, é o que apreciou e julgou as instâncias condenatórias, juntamente com as fortíssimas evidências dos seríssimos e ilícitos atos delinquais do Partido dos Trabalhadores, particularmente, da sua ala governamental.

Portanto, a evolução desse novo roteiro ainda é desconhecido, as páginas estão em branco, a pena e a tinta estão prontas. A tecnabilidade jurídica será torcida e contorcida a favor ou contra acusadores e acusados. Todavia, no âmbito jurídico acredito que devemos preservar seus republicanos princípios, sem apelar para o sensacionalismo partidário. Criminoso tem que pagar por seus crimes, independente da sua posição social. Não é minimamente justo advogarmos por atalhos confusos, sem procedência e sem compromisso real com o combate a corrupção, a imortalizada senhora!

Tenhamos muito cuidado, a política brasileira não é para neófitos, para aqueles que ainda mandam flores ou para aqueles que facilmente se apaixonam! Nos escalões maiores a política brasileira é uma ciência sem experimentos, um campo de batalha da cínica intelectualidade e o fértil ventre do bem e do mal, onde você e eu não existimos e jamais existiremos.

Vamos continuar assistindo as novas e criativas contorções políticas e jurídicas.

Weverton Santiago

Publicidade