Centro de Eventos Multiuso de Guaçuí tem que sair do papel

COMPARTILHE
156

O Festival de Inverno de Guaçuí prova pelo terceiro ano consecutivo a vocação do município no seguimento turismo. Porém é preciso trabalhar incessantemente nesse objetivo.

O Centro de Eventos Multiuso, projeto proposto e financiado pela Associação Comercial e Industrial de Guaçuí (Acisg) precisa sair imediatamente do papel para uma realidade. Temos que juntar forças das instituições representativas do município para buscar junto ao Governo do Estado os recursos para essa obra imprescindível ao desenvolvimento econômico da cidade.

Temos dois grandes exemplos de como uma ferramenta dessas mudou a característica dos municípios que a obtiveram, são eles: os municípios de Venda Nova do Imigrante e Santa Teresa. Todos os dois aumentaram significativamente a sua participação no turismo capixaba, após ganharem seus centros de eventos.

Continua depois da publicidade

O Polentão, em Venda Nova do Imigrante, é usado quase todo final de semana com algum tipo de evento. O mesmo acontece com o espaço de Santa Teresa, que conseguiu em apenas 10 anos, após ser entregue, aumentar de 200 para 1200 leitos de hotel e pousadas, transformando a cidade num dos pontos turísticos mais visitados do Espírito Santo.

Não existem justificativas para tanta demora para esse projeto saia do papel. A cidade de Guaçuí, depois de muitos anos, ganhou um representante na Assembleia Legislativa e, que por ser forte aliado do governador, tem quase que a obrigação de conseguir trazer essa ferramenta importante para o município.

Outra aliada de peso do governo Casagrande é a prefeita Vera Costa, um dos principais nomes do PDT, partido aliado e alinhado com o socialista. Temos convicção de que estes dois nomes políticos, que sempre lutaram e demonstraram um profundo amor pela cidade de Guaçuí, vão dar as mãos ao empresariado do município e vão reivindicar urgentemente essa obra essencial para a cidade.

Não dá mais para esperar. Essa obra será um baita impulso na economia combalida de Guaçuí.  Viva os empreendedores de Guaçuí, viva os políticos de bem de nossa cidade, a pérola do Caparaó!

*Elias Carvalho é diretor do Grupo Folha do Caparaó

Publicidade