Ao menos 13 pretendem disputar a Prefeitura de Castelo; veja os nomes

COMPARTILHE
5669
Advertisement
Advertisement

Ao menos 13 nomes aparecem como pré-candidatos a prefeito nas eleições deste ano em Castelo. Dos que se apresentam interessados na disputa, apenas dois concorreram as eleições suplementares de 2019, após a cassação da chapa Luiz Carlos Piassi/Pedro da Caixa.

Continua depois da publicidade

Até o momento aparecem como pré-candidatos Márcio Lemos (PV), Pedro Nunes, popular “Pedro da Caixa” (PL), Luiz Carlos Piassi (MDB), Vanilda Jubini Callegario (PODEMOS), Armando Tessinari (PDC), Domingos Fracaroli (PSDB), João Paulo Nali (PTB), além de seis nomes do Democratas: Jair Ferraço, Lúcia Venturim, Carlinhos Louzada, João Passamani, Gerson Piassi e Douglas Falçoni.

Um dos mais veteranos nas disputas é o pré-candidato João Paulo Nali (PTB), que já perdeu três eleições para prefeito e uma para deputado estadual, e o atual prefeito Domingos Fracaroli (PSDB).

Análise de alguns quadros apresentados até o momento

Domingos Fracaroli

Domingos diz que está à disposição do PSDB. O atual prefeito, assumiu a Prefeitura de Castelo interinamente em agosto de 2019, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar o mandato de Piassi. Na época ele era o presidente da Câmara Municipal.

No dia 27 de outubro do mesmo ano, foi eleito prefeito. Desde então tem enfrentado grande dificuldade para administrar a cidade. Enfrentou a pior enchente da história do início deste ano, vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus e a queda na arrecadação municipal e ainda herdou problemas da gestão anterior. Fracaroli possui uma administração que deixou sua imagem fragilizada, mas não descarta ser candidato a prefeito ou vice nas eleições deste ano.

Luiz Carlos Piassi

Luiz Carlos Piassi (MDB) diz que está trabalhando na aliança com outras siglas. Foi prefeito por dois mandatos, mas em agosto do ano passado foi cassado pelo TSE por ter sido condenado à suspensão dos direitos políticos por oito anos em processo de improbidade administrativa que transitou em julgado em 2013. Apesar da condição, por meio de liminar conseguiu disputar e vencer as eleições de 2016. Sobre ainda estar inelegível, Piassi afirma que a revelação de estar ou não será uma surpresa no meio político.

João Paulo Nali

João Paulo Nali (PTB) há três eleições tentar conquistar a cadeira do Executivo castelense, mas sem êxito. Nas últimas disputas faltou habilidade para articular com outros partidos e assim ganhar aliados para dar corpo a sua candidatura. A receita de andar sozinho não deu certo.

Mais uma vez o jovem advogado pretende disputar a Prefeitura. O PV, que nas eleições suplementares de 2019 compôs como vice em sua chapa, decidiu ter um candidato cabeça de chapa nas eleições deste ano.

Nali terá que ver onde errou nas disputas anterior para ter a sabedoria de dialogar e ter êxito em sua quarta disputa ao Executivo.

Pedro da Caixa                

Pedro Nunes, popular Pedro da Caixa, é o novo filiado ao PL, do ex-senador Magno Malta. O pré-candidato, antes filiado ao PSDB, foi vice-prefeito na chapa de Piassi eleita em 2016 e cassada em 2019.

Simpatizante de Bolsonaro, alinhado à direita, pretende testar seu nome nas eleições deste ano como candidato a prefeito e poderá ter, além de Magno Malta ao seu lado, o apoio do ex-deputado federal Carlos Manato, nome forte do presidente da República no Espírito Santo.

Márcio Lemos

O representante comercial e presidente do Purus Clube, Márcio Lemos (PV), pretende disputar pela primeira vez a Prefeitura de Castelo. No ano passado até ensaiou entrar na disputa, mas não pôde registrar sua candidatura devido ao processo de migração do PHS para o PODEMOS.

Márcio Lemos já teve a oportunidade de atuar como vereador em Castelo, entre os anos de 1993 a 1996, e lembra que na época atuou como oposição da gestão do ex-prefeito à época, Luz Carlos Piassi, que na sua avaliação não fez uma boa gestão, o que teria se repetido no mandato que foi cassado em 2019.

O representante comercial tem uma nome leve e terá que ter habilidade para angariar aliados e dar corpo a sua futura campanha política.

Democratas

Como dito acima, no início do texto, o Democratas apresenta seis nomes como pré-candidatos que poderão disputar o Executivo como prefeito ou vice. De acordo com o vereador Douglas Falçoni, que é um dos que está de olho na Prefeitura, o quadro partidário conta com nomes de peso.

Hoje, o DEM possui quatro cadeiras na Câmara Municipal e tem em seu quadro de filiados cinco ex-prefeitos, são eles: Jair Ferraço, Luiz Carlos Nemer, Dr. Abílio, João Passamani e Gerson Piassi. Com nomes experientes em gestão e articulação, a sigla poderá entrar na disputa com a vantagem na habilidade no diálogo entre seus integrantes, membros da sociedade civil organizada, empresários e lideranças políticas.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.