A comprovada ineficiência do Estado deve urgir o aprimoramento da livre iniciativa!

COMPARTILHE
96

Eleições batendo à porta e ainda tem candidato defendendo mais poder ao Estado, em detrimento da liberdade do indíviduo. Seria cômico, mas é uma lástima!

Em minha militância na advocacia, atendo empresas que representam vários ramos de nossa economia, do comércio varejista ao setor de serviços, e a insatisfação é geral com o controle acentuado do Estado, agravando sobremaneira o panorama de quem pretende empreender neste país.

O varejo por exemplo, a duras penas tenta se manter com todos os percalços inerentes da atividade, e ainda tem de se ater com excessos de órgãos como o Procon, que sem qualquer pré-análise das reclamações de consumidores, muitas vezes formalizam procedimentos infundados, notificam o estabelecimento (fornecedor final de bens), designam audiências, aplicam multas, sem qualquer ponderação quanto a viabilidade dos fatos narrados por um impertinente consumidor. Não há um filtro inicial que orienta o comprador, a sanha em demandar é maior. Conduta como esta ATRASA O EMPREENDEDORISMO!

Continua depois da publicidade

Na construção civil, se a empresa particular intencionar em prestar serviços para ente público, após transpor todas as fases licitatórias, deverá se submeter a um planilhamento orçamentário improdutivo, incapaz de remunerar e representar a realidade da obra, sujeitando-se a aditivos tão inócuos quanto a contratuação originária. Situação como esta EMBARAÇA O EMPREENDEDORISMO!

Seguindo… no setor de rochas, empresas que atuam no beneficiamento desta matéria-prima, são martirizadas para o alcance e mantença de licenças de operações (muitas vezes inatingivéis) junto aos órgãos competentes. Não que a fiscalização para tanto não deva ocorrer a modo e contento, mas o excesso de burocracia também IMPEDE O EMPREENDEDORISMO!
Poderia estender o artigo por tormentosas linhas, com outros inúmeros exemplos, e o ATRASAR, o EMBARAÇAR e o IMPEDIR seriam vocábulos recorrentes!

Os planos de governo da maioria dos candidatos presidenciáveis que aí estão, são restritos, com soluções superficiais que não alcançam a sociedade tal qual enxergamos no dia a dia. São medidas que, se forem adotadas, serão aplicadas de cima pra baixo. E meu amigo, convenhamos… quando chegam até você microempreendedor, quando chegam em você pequeno empresário, já estão deturpadadas, sem praticabilidade alguma!

Vote prezando pelo seu negócio, porque o mimimi não vai pagar sua folha salarial, tampouco irá fazer esse país crescer! Em linhas gerais, a fluídez do sistema depende de um LÍDER e não de um governante!

AUTOR: DR. IGOR FONSECA – Advogado
Pós-Graduado em Direito e Processo do Trabalho.

Publicidade