Esporte Nacional

Fifa recusa denúncia de Neymar contra o Barcelona, diz rádio

COMPARTILHE
40

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) rejeitou nesta terça-feira a denúncia de Neymar contra o Barcelona. O jogador cobra 40 milhões de euros de bônus (R$ 162 mi) em relação à primeira renovação com o clube espanhol, que tem retida esta quantia; a batalha agora será na Justiça espanhola. As informações foram divulgadas pela rádio catalã Cadena Ser.

Santos protesta e pede à CBF que árbitro Rodolpho Marques não apite seus jogos

O Santos emitiu comunicado nesta quinta-feira para informar que entregará ofício à Comissão de...

Éverton Ribeiro diz esperar por chance na seleção, mas exalta foco no Flamengo

Um dia depois de ser decisivo ao marcar o gol da vitória do Flamengo...

Após chuva, Halep vence 2 games e confirma virada na estreia em Cincinnati

A tenista romena Simona Halep só precisou jogar dois games nesta quinta-feira para confirmar...

De acordo com a imprensa espanhola, a vitória do Barcelona perante à Fifa deve gerar um novo capítulo no litígio entre o clube e o jogador. O Barça agora estuda cobrar 75 milhões de euros (R$ 304 mi) de Neymar por não cumprir o contato.

O astro brasileiro deixou a Catalunha rumo ao PSG no meio do ano passado após o pagamento da multa de 222 milhões de euros (mais de R$ 900 mi na cotação atual). Neymar tinha renovado contrato com o Barcelona em outubro de 2016, meses antes de sair do clube.

Continua depois da publicidade

A decisão da Fifa inaugura um novo capítulo da briga entre Neymar e o ex-clube, depois de um período de calmaria. No último dia 5, o Barcelona parabenizou o craque brasileiro pelo 26ª aniversário. O Barça divulgou uma mensagem com gols do atacante e o desejo de felicidade.

Neymar se encontra concentrado com o Paris Saint-Germain antes da primeira grande decisão pelo novo clube. Nesta quarta-feira, o clube francês encara o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, pelo primeiro duelo oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Publicidade