Grande Vitória

Transporte Clandestino: Motoristas são presos no Aeroporto de Vitória

Durante a Operação Integrada, quatro veículos foram apreendidos e os condutores assinaram um termo circunstanciado

COMPARTILHE
transporte clandestino aeroporto de Vitória
Foto: Divulgação
490
Advertisement
Advertisement

Uma Operação Integrada, que contou com equipes da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTRAN) e da Guarda Civil Municipal (GCM), autuou motoristas que ofereciam transporte clandestino no Aeroporto de Vitória. Ao todo, quatro veículos foram apreendidos e os condutores foram detidos. A ação foi realizada no final da noite da última sexta-feira (20), com os objetivos de reprimir os crimes de trânsito e fiscalizar as condutas administrativas previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Advertisement
Continua depois da publicidade

A operação também visou apurar denúncias e reprimir os crimes de trânsito na área externa do Aeroporto de Vitória. Durante a fiscalização, as equipes flagraram motoristas ofertando transporte clandestino de passageiros.

“Um grupo de motoristas agia na área externa do Aeroporto de Vitória, no local destinado ao desembarque de passageiros. Eles estacionam o veículo em uma área paralela a dos taxistas legalizados e abordam os passageiros, fazendo uso de celulares com a inscrição de um aplicativo de transporte, mas sem utilizar o serviço da plataforma, agindo de forma direta para oferecer a corrida”, disse o titular de Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito, delegado Maurício Gonçalves.

Foto: Divulgação

No momento da fiscalização, quatro motoristas, com idades de 48, 38, 35 e 44 anos, foram presos e encaminhados para a Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito. O delegado Maurício Gonçalves informou ainda que foram registradas ocorrências administrativas, com a lavratura de Autos de Infração e remoção dos veículos para o pátio credenciado.

Continua depois da publicidade

Já na esfera criminal, foram lavrados quatro termos circunstanciados pela infração de exercer profissão ou atividade econômica e ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o exercício da atividade profissional. Os quatro conduzidos foram liberados após assumirem o compromisso de comparecer em juízo.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.