Cidades

Alagamentos e queda de barreiras: chuvas deixam prejuízos em Cachoeiro

De acordo com a Defesa Civil de Cachoeiro, a previsão é de mais chuvas para as próximas horas. Por isso, a situação é de alerta.

COMPARTILHE
Alagamentos e queda de barreiras e equipe fazendo limpeza de rua tomada pela lama após chuvas em Cachoeiro
Foto: Prefeitura de Cachoeiro
2393
Advertisement
Advertisement

Com as fortes chuvas registradas a partir do fim da tarde de terça-feira (24), a Prefeitura de Cachoeiro mobilizou suas equipes para atender as ocorrências relacionadas ao temporal. Em alguns pontos da cidade foram registrados alagamentos e queda de barreiras.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Os trabalhos de limpeza e retirada de detritos começaram a ser realizados ainda na noite de terça, no bairro Nova Brasília, e seguem nesta quarta (25) nas áreas mais afetadas. Entre elas, o bairro São Geraldo, que registrou um acumulado de 73 milímetros de chuvas nas últimas horas. Na região, servidores removem a lama que encobriu a rua João Sasso.

Também foram registrados pontos de alagamento nos bairros Basileia, Baiminas, Rui Pinto Bandeira, Aeroporto, Guandu, Jardim Itapemirim, Gilson Carone, Coramara e no distrito de Pacotuba, onde a água invadiu uma casa.

Ruas do Guandu recebem nova limpeza de bueiros, para melhorar a vazão da água da chuva e reduzir as chances de surgimento de pontos de alagamento. No Gilson Carone, servidores limpam a rua Demétrio Ultramar.

Outras ocorrências

Continua depois da publicidade

De acordo com a Defesa Civil do município, na avenida Francisco Lacerda de Aguiar, a queda de uma barreira causou o bloqueio parcial do trânsito no local, na altura da antiga sede da Viação Itapemirim. Na rua Moisés Altoé (Recanto) e na avenida José Félix Chein (Linha Vermelha), foram registrados danos estruturais em dois imóveis.

Na rodovia Lúcio Meira, que liga Cachoeiro a Muqui, vários pontos de deslizamentos de terra e quedas de árvores foram registrados.

Visita aos locais com alagamentos e queda de barreiras

Pela manhã, um grupo de representantes de secretarias municipais, coordenado pelo vice-prefeito Ruy Guedes visitou locais onde foram registrados pontos de alagamento.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“As equipes de manutenção seguirão acompanhando, de perto, a situação em cada região, realizando os serviços necessários para mitigar os efeitos do temporal. Ao mesmo tempo, estamos avaliando as medidas de médio e longo prazos para solucionar esses transtornos”, afirma Ruy Guedes.

Monitoramento do Rio Itapemirim

Além de atuar nas ocorrências relacionadas às chuvas, a Defesa Civil de Cachoeiro também acompanha o volume do rio Itapemirim.

Às 11h desta quarta-feira (25), o nível estava 1,61 m acima do normal, com tendência de subida. A população pode acompanhar a medição, que é registrada de hora em hora, na página www.cachoeiro.es.gov.br/defesa-civil/plantao.

Fale com a Defesa Civil

De acordo com a Defesa Civil de Cachoeiro, a previsão é de mais chuvas para as próximas horas. Por isso, a situação é de alerta, dada a ampliação dos riscos de eventos como deslizamentos de terra e alagamentos. Caso identifique uma situação de risco, o cidadão deve acionar o órgão por meio dos telefones 199 (de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h) ou (28) 98814-3497 (plantão de emergência, inclusive nos sábados, domingos e feriados).

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.