Economia

Ibovespa sobe a 114.270,07 pontos, maior nível desde 8 de novembro

COMPARTILHE
188
Advertisement
Advertisement
Advertisement

O Ibovespa subiu 1,10% nesta quarta, 25, aos 114.270,07 pontos, o maior nível no fechamento desde 8 de novembro (116.160,35 pontos). Agentes do mercado atribuem o desempenho ao fluxo de capital estrangeiro para a Bolsa brasileira, devido ao ambiente externo favorável e aos baixos preços do País na comparação com os pares emergentes. A recuperação dos bancos e a queda dos juros futuros também ajudaram a sustentar os ganhos do índice, à véspera do início da temporada de balanços do quarto trimestre de 2022.

Continua depois da publicidade

A economista-chefe da Veedha Investimentos, Camila Abdelmalack, cita o cenário internacional favorável como principal vetor para o ingresso de recursos externos. “Embora exista a incerteza com a política econômica doméstica, os estrangeiros pesam a valorização das commodities com a reabertura da China e as empresas mais tradicionais são o destino dos estrangeiros”, diz a analista, para quem a expectativa de fim do aperto monetário nos Estados Unidos também ajudou a sustentar o Ibovespa hoje.

Entre os destaques da sessão, os papéis da Petrobras subiram 1,28% (PN) e 0,43% (ON). O petróleo encerrou o pregão sem direção única, entre alta de 0,02% para o WTI e queda de 0,07% para o Brent na sessão regular, mas estendeu os ganhos a 0,47% e 0,33%, respectivamente, às 18h13, na sessão eletrônica, e se sobrepôs às incertezas domésticas. Os investidores aguardam a reunião do Conselho de Administração da petroleira, que deve confirmar o senador petista Jean Paul Prates como presidente da empresa amanhã.

As ações de bancos, que acumulam quedas na semana devido aos temores com a exposição de instituições financeiras à dívida bilionária das Americanas, também se recuperaram hoje, com destaque para Banco do Brasil (+2,73%) e BTG Pactual (+1,94%). A queda dos juros futuros ao longo de toda a curva também beneficiou os segmentos de varejo e construção civil, cujos índices de referência ganharam 1,17% e 1,82%, respectivamente.

Continua depois da publicidade

Para o analista de investimentos da Clear Corretora Leandro de Checci, o desempenho positivo do Ibovespa hoje se explica pela combinação entre o fortalecimento das commodities e os preços descontados da Bolsa brasileira. “Nesse cenário internacional, o capital de risco tem de ir para algum lugar. No Brasil, o potencial de os juros terem chegado a um teto, com os sinais de que a inflação está desacelerando, e o fato de os ativos estarem baratos atrai esse capital”, afirma.

As maiores altas do dia foram registradas nas ações de São Martinho (+4,37%), BB Seguridade (+4,15%), Weg (+4,06%), Fleury (+3,96%) e Alpargatas (+3,53%). Na ponta negativa, as maiores baixas foram de Via (-1,99%), Qualicorp (-1,70%), Suzano (-1,56%), Natura (-1,42%) e Telefônica Brasil (-1,40%).

Cícero Cotrim
Estadao Conteudo
Copyright © 2023 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.