Variedades

Senado dos EUA questiona empresa após vendas fracas para turnê de Taylor Swift

COMPARTILHE
116
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Em audiência realizada nesta terça, 24, o Senado dos Estados Unidos questionou a Ticketmaster, subsidiária da Live Nation Entertainment Inc, por conta do fracasso nas vendas dos ingressos da turnê Eras, de Taylor Swift.

Continua depois da publicidade

Para quem não se lembra, em novembro do ano passado, a empresa precisou cancelar as vendas para o público geral após anunciar que foram registradas no sistema a solicitação de 3,5 bilhões de pedidos, além de ataques de bots e cambistas, que compram em massa e revendem as entradas por um valor mais alto. Na época, a cantora se solidarizou com quem não conseguiu adquirir os ingressos.

De acordo com a Reuters, especialistas afirmam que a Ticketmaster detém cerca de 70% do mercado de vendas de ingressos para eventos nos EUA. Entretanto, a subsidiária é alvo constante de críticas por parte do público e isso foi reforçado durante a audiência entre os parlamentares americanos, que pontuaram a falta de transparência e a incapacidade de bloquear os bots, além da falta de concorrência.

Presente no debate, o presidente e diretor financeiro da Live Nation, Joe Berchtold, pediu desculpas aos fãs de Taylor. “Pedimos desculpas aos fãs, pedimos desculpas à Sra. Swift, precisamos fazer melhor e faremos melhor. Em retrospectiva, há várias coisas que poderíamos ter feito melhor – incluindo escalonar as vendas por um período de tempo mais longo e fazer um trabalho melhor ao definir as expectativas dos fãs para conseguir ingressos”, disse.

Continua depois da publicidade

Estadao Conteudo
Copyright © 2023 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.