Segurança

PF apura esquema de propina na Secretaria de Saúde de Presidente Kennedy

COMPARTILHE
polícia federal
795
Advertisement
Advertisement

A Polícia Federal (PF) no Espírito Santo realizou na manhã desta terça-feira (22) a Operação Errantes, que apura corrupção na Secretaria de Saúde de Presidente Kennedy. Os alvos da ação policial foram servidores públicos suspeitos de receber propina para beneficiar empresas que têm contratos com o município.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Segundo a PF, um servidor da Saúde e um vereador favoreciam empresas por meio de prorrogação de contrato e simulação de competição com outras empresas, ou seja, burlavam o sistema licitatório. Além disso, adiantavam o pagamento para esses empresários, que repassavam propina aos envolvidos.

Ao todo, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão com objetivo de reunir provas sobre o possível envolvimentos de outros agentes públicos e empresários neste sistema criminoso.

Os investigados poderão responder pela prática de crime de corrupção passiva e frustração do caráter competitivo de licitação, com penas que podem chegar a 20 anos de reclusão. A Polícia Federal informou que a operação corre em sigilo e, por isso, não vai divulgar os nomes dos suspeitos.

O que diz a Prefeitura

Continua depois da publicidade

A Prefeitura Municipal de Presidente Kennedy informa que nenhum órgão público foi alvo da Operação deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (22). Até o momento não houve nenhum comunicado oficial ao Poder Executivo e o processo corre em sigilo, portanto, não há maiores informações. O Município irá aguardar as investigações e procederá conforme as determinações da justiça.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.