Saúde e Bem-Estar

Hérnia de disco: nova técnica permite operar por endoscopia; paciente tem alta no mesmo dia

COMPARTILHE
É provável que enquanto você lê esse texto, alguma dorzinha está lhe incomodando aí na coluna. É uma dor que aflige quase toda a população.
364
Advertisement
Advertisement

É provável que enquanto você lê esse texto, alguma dorzinha está lhe incomodando aí na coluna. É uma dor que aflige quase toda a população. Em muitos casos, no entanto, essas dores podem ser diagnosticadas como hérnia de disco.

Advertisement
Continua depois da publicidade

E o fantasma da hérnia de disco pode ser enfrentado. Atualmente, novas técnicas de cirurgia permitem operações menos invasivas, com uma recuperação mais rápida e o paciente fica livre da dor.

O neurocirurgião Diego Loureiro Carvalho explica que o avanço da medicina tem permitido solucionar o problema da hérnia de disco com métodos simples e eficientes. “Hoje é possível tratar hérnia de disco e compressões nervosas na coluna por endoscopia. Essa técnica foi descrita inicialmente em 1983 pelo Dr. Kambin, mas evoluiu de forma mais significativa nos últimos anos e tem ganhado cada vez mais espaço por apresentar vantagens em relação a técnica convencional”, disse Diego Loureiro.

Ele explica que “como o corte na pele é pequeno (menor que 01 cm), há menos lesão das estruturas da coluna, como músculos e ligamentos, o que resulta em uma recuperação mais rápida, retorno mais rápido a suas atividades, menor tempo de internação e menos dor no pós-operatório, com um resultado semelhante à técnica convencional”.

Continua depois da publicidade

“Hoje é possível o paciente operar de hérnia de disco e receber alta hospitalar algumas horas após o procedimento, livre da dor”, enfatizou Diego.

O médico alerta que por se tratar de uma tecnologia nova, não são todos os profissionais que operam coluna que possuem habilidade para realizar o tratamento por endoscopia. ”Como todas as técnicas em neurocirurgia, a indicação correta tem grande impacto no resultado final. Importante salientar que a avaliação com um neurocirurgião capacitado é fundamental”, alertou.

 

Advertisement

Saiba Mais

Continua depois da publicidade

Diego Loureiro Carvalho é médico, com Residência Médica pelo Hospital Municipal Prof. Dr. Alípio Correa Netto (Ermelino Matarazzo), serviço credenciado pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e MEC; é Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia; Realizou Fellowship em neurorradiologia diagnostica e terapêutica no hospital estadual Mário Covas, em Santo André-SP e Hospital São José do Avaí, em Itaperuna-RJ; e mais de 20 qualificações e atividades profissionais na área de neurocirurgia.

 

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui

Advertisement