Política Nacional

PF detém dois por 'desacato' a agentes da segurança de Alckmin

COMPARTILHE
16
Advertisement
Advertisement
Advertisement

A Polícia Federal conduziu à Superintendência da corporação no Distrito Federal dois homens que desacataram agentes da equipe de segurança do vice presidente eleito Geraldo Alckmin na noite desta quarta-feira, 23. O crime ocorreu após um dos detidos abordar Alckmin no saguão do hotel JK, em Brasília, afirmando que o político seria uma ‘vergonha’.

Continua depois da publicidade

Depois da hostilidade ao vice presidente eleito, dois integrantes da equipe de segurança de Alckmin afastaram o homem que proferiu a ofensa, identificado como Rosemário. Ele então chamou de ‘vagabundo’ o líder do grupo da PF, por estar ‘defendendo bandidos’.

Em seguida, se aproximou dos policiais um outro homem, identificado como Alcides Werner, agente de Polícia Federal aposentado. Este teria passado a discutir com a equipe de segurança de Alckmin. Após ter sido informado que se tratava de uma equipe da PF, Alcides teria afirmado: “Polícia Federal é o caralho”.

Nesse momento, os agentes consideraram que foi ‘escalada sobremaneira os ânimos da ocorrência’ até com o ‘início da adesão de terceiros, o que poderia ter ocasionado situação ainda mais crítica’, indica o registro de ocorrência.

Continua depois da publicidade

Rosemário e Alcides foram então levados à Superintendência da PF no Distrito Federal. Lá o caso foi registrado pouco antes das 17h desta quinta-feira, 24. Foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência por desacato a equipe de segurança, a dupla assinou o documento e depois foi liberada.

Pepita Ortega
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.