Espírito Santo

Mais de 7.300 profissionais das forças de segurança vão atuar no 2º turno das Eleições no ES

COMPARTILHE
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) divulgou o Plano Estratégico de Segurança para o 2º turno das Eleições 2022, com o
Foto: Divulgação/Governo do ES
52
Advertisement
Advertisement

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) divulgou o Plano Estratégico de Segurança para o 2º turno das Eleições 2022, com o objetivo de coordenar as ações que visam a garantir a segurança durante a realização do pleito no Espírito Santo. Assim como ocorreu no primeiro turno, diversos órgãos vão atuar de forma integrada, reunindo, ao todo, 7.326 agentes.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Entre as instituições que vão atuar de forma integrada no segundo turno das eleições no Estado estão a Sesp, a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Exército Brasileiro e Guardas Municipais.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social constituiu, em julho de 2022, o Comitê Integrado da Segurança das Eleições 2022 e, no âmbito deste comitê, foi elaborado o Plano Estratégico de Atuação Integrada, que monitora todos os eventos do período eleitoral.

Para o segundo turno das Eleições 2022, assim como ocorreu no primeiro, será instaurado o Centro Integrado de Comando e Controle Estadual (CICCE), que vai dar início à operação de forma virtual neste sábado (29) e, de forma presencial, no domingo (30). Por meio do CICCE, os órgãos de segurança farão o monitoramento de todo o Estado em tempo real, coordenando e executando as atividades operacionais.

Continua depois da publicidade

Os dados serão monitorados no CICCE, por meio de um painel de indicadores, a partir do qual serão compiladas as informações que vão direcionar a tomada de decisões. O monitoramento terá início no sábado, com o objetivo de promover a segurança e evitar transtornos em dois eventos político-partidários previstos para este dia.

O monitoramento realizado por meio do Centro Integrado de Comando e Controle Estadual se estenderá até a noite de domingo, objetivando garantir a ordem e impedir possíveis distúrbios após a divulgação do resultado das eleições. Desde a instituição do Comitê Integrado da Segurança das Eleições 2022, o Espírito Santo tem registrado eventos de natureza política pacíficos, sem intercorrências.

Efetivo

Ao todo, 7.326 agentes vão atuar na segurança do 2º turno das eleições. A PMES contará com efetivo de 5.992 policiais militares e 975 viaturas, que farão o policiamento ostensivo nos locais de votação e de apuração, bem como em outros locais onde a presença policial se fizer necessária. Os policiais militares também serão responsáveis pela confecção de Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO), quando couber. O policiamento ostensivo contará com o apoio de 318 agentes das Guardas Municipais.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A Polícia Rodoviária Federal contará com o efetivo de 173 policiais rodoviários federais e 56 viaturas, que vão patrulhar Rodovias Federais e manter um regime de prontidão para eventuais acionamentos. Já a Polícia Federal vai atuar com 150 policiais nos municípios da Região Metropolitana da Grande Vitória, além de São Mateus e Cachoeiro de Itapemirim, recebendo as ocorrências encaminhadas pelas equipes da PMES, da PRF e das Guardas Municipais.

Nos 71 municípios onde não há unidades da Polícia Federal, a Polícia Civil do Espírito Santo será a responsável por receber as ocorrências e realizar autuações em flagrante, com um efetivo de 460 policiais civis. O Corpo de Bombeiros vai disponibilizar efetivo de 222 bombeiros e 48 viaturas, que vão realizar atendimentos emergenciais, socorros de urgência e manter a prontidão para outros eventuais acionamentos.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.