Grande Vitória

VÍDEOS | Cães abandonados em apartamento vazio são resgatados; animais estavam há dias sem água e comida

COMPARTILHE
A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Investigações Criminais e Outras (Dipo) de Guarapari, e com
274
Advertisement
Advertisement

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Investigações Criminais e Outras (Dipo) de Guarapari, e com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), resgatou, nessa segunda-feira (12), dois cães que se encontravam em situação de abandono, no bairro Muquiçaba, em Guarapari. A operação teve início depois de a Polícia Civil receber diversos acionamentos que informavam sobre os animais, que se encontravam em situação degradante na varanda de um apartamento.

Advertisement
Continua depois da publicidade

No local do fato, também haviam viaturas da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros. Os policiais civis conversaram com representantes de uma organização não-governamental (ONG), que relataram que os animais já estavam latindo há dias e que, provavelmente, não estavam bebendo água e nem comendo.

Após ter seu contato repassado pelo Corpo de Bombeiros, um homem de 33 anos se identificou como procurador do imóvel e explicou que o apartamento havia sido alugado recentemente para um jovem de 21 anos, que foi despejado após alguns desentendimentos com outros moradores do prédio. O homem também informou que a concessionária de energia elétrica havia se dirigido ao local e realizado o desligamento da instalação elétrica, o que levou o procurador a pensar que já não havia mais ninguém no local.

Por estar com as chaves do apartamento, o procurador permitiu que policiais civis e militares do Corpo de Bombeiros tivessem acesso ao local. Na sala, se encontrava um cão de pequeno porte de pelagem branca e, na varanda, que estava trancada, estava um cão de porte médio e de pelagem preta.

Continua depois da publicidade

Um pássaro também foi encontrado em um dos quartos, em uma gaiola. Todos os cômodos do apartamento estavam sujos de excrementos e não havia água e comida. Após vistoriarem outros cômodos, um cartão de crédito com o nome do inquilino e uma porção de substância análoga à maconha foram encontrados.

Segundo o delegado Marcelo Santiago, titular da Dipo, os cães foram até a equipe como se buscassem algum tipo de ajuda. “Quando os policiais entraram no apartamento, os cãezinhos correram até a equipe que estava no local. Eles estavam muito assustados, e, pela forma que se comportaram, concluímos que era a forma deles de pedir ajuda”, relatou.

Os militares do Corpo de Bombeiros realizaram a captura dos animais e entregaram aos membros de uma ONG, que se prontificaram a levar os animais a um hospital veterinário da região. Posteriormente, um homem de 43 anos também integrante da ONG, informou à Polícia Civil que ficaria com os cães enquanto fosse necessário.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Advertisement