Política Regional

Gustavo Peixoto firma termo de compromisso com OCB-ES

COMPARTILHE
125
Advertisement
Advertisement

O cooperativismo tem papel relevante no Espírito Santo por ser um segmento que alavanca cada vez mais o desenvolvimento econômico. E o médico cirurgião Gustavo Peixoto (União Brasil), candidato a deputado federal, acaba de firmar o termo de compromisso com o Sistema OCB-ES, criando compromisso com a instituição para impulsionar o setor.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O documento do Sistema OCB-ES traz entre seus tópicos o pedido de apoio às legislações e políticas públicas do setor, espaços de representatividade e de participação, incentivo e realização de parcerias público-privadas, principalmente no segmento da saúde, justiça social e adequado tratamento tributário às cooperativas.

“É fundamental apoiar o cooperativismo, pois é um modelo que fortalece as práticas econômicas e, com isso, impulsiona toda a cadeia envolvida. Assumi esse termo de compromisso da OCB-ES porque está alinhado aos meus propósitos como candidato a deputado federal”, avalia.

Além da pauta cooperativista, Gustavo Peixoto defende as pautas éticas na Câmara dos Deputados. Uma das suas bandeiras é o fim do foro privilegiado para políticos. Entre suas bandeiras está um mandato voltado para a saúde, com 100% das suas emendas destinadas ao SUS.

Alguns pontos da proposta do Sistema OCB-ES aos candidatos:

Continua depois da publicidade

– Ser um agente público que busque compreender a legislação cooperativista e as especificidades do nosso modelo de negócios;

– Cumprir a previsão constitucional de apoio e estímulo ao cooperativismo, promovendo ações que efetivem o amplo reconhecimento da doutrina cooperativista e de sua posição na agenda estratégica de desenvolvimento do município, do estado e do país;

– Implementar políticas públicas e ações com o objetivo de promover o desenvolvimento do potencial econômico das cooperativas, melhorando sua capacidade empresarial e gerencial;

Advertisement
Continua depois da publicidade

– Garantir a defesa dos interesses do cooperativismo junto à Assembleia Legislativa e ao Congresso Nacional, vetando e propondo as melhorias e ajustes necessários a qualquer projeto de lei que comprometa o funcionamento ou desenvolvimento das cooperativas;

–  Flexibilizar, dentro das possibilidades legais, que os recursos estaduais legislativo e executivo possam ser movimentados em cooperativas de crédito, autorizando a realização de operações financeiras dos entes públicos, seus órgãos e entidades controladas.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.