Segurança

Em Muniz Freire, trio é descoberto pela PC após comprar notas falsas pela internet; dinheiro seria usado em festa de aniversário

COMPARTILHE
A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Muniz Freire, em ação com a Polícia Federal (PF), prendeu
1976
Advertisement
Advertisement

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Muniz Freire, em ação com a Polícia Federal (PF), prendeu um homem de 25 anos e apreendeu dois adolescentes, de 15 e 17 anos, suspeitos de adquirirem notas falsas pela internet. A prisão foi realizada no distrito de Piaçu, nessa quarta-feira (21). Durante a ação, foi apreendido um envelope contendo R$ 1 mil.

Advertisement
Continua depois da publicidade

As investigações foram iniciadas há aproximadamente uma semana e revelaram que havia uma encomenda endereçada ao município de Muniz Freire, a ser entregue pelos Correios, com suspeitas de conter cédulas falsificadas.

“Após levantamentos de inteligência policial, realizados com a Área de Segurança Corporativa dos Correios, executamos uma operação de vigilância e abordamos o suspeito de 17 anos, de posse de um envelope que tinha acabado de ser retirado na agência da cidade. Após esclarecer as razões da abordagem, o jovem disse que havia retirado a encomenda a pedido de um casal, que estaria em um distrito próximo aguardando o retorno dele com o pacote”, contou o titular da Delegacia de Polícia de Muniz Freire, delegado Bruno Alves.

O envelope continha 20 notas de R$ 50, com indícios visíveis de falsificação. Em seguida, os investigadores se deslocaram para o distrito de Piaçu, onde localizaram o casal, sendo a garota, também menor de idade. Indagada, a adolescente, de 15 anos, disse que forneceu os dados pessoais dela para o namorado de 25 anos e, que figuraria como destinatária da encomenda. Ambos disseram que iriam utilizar o dinheiro para comprar itens com os quais fariam uma festa de aniversário.

Continua depois da publicidade

Os três envolvidos foram conduzidos ao plantão da Delegacia Regional de Venda Nova do Imigrante, onde foram autuados em flagrante. Os jovens vão responder pela prática do ato infracional análogo ao crime de adquirir moeda falsa. Já o homem responderá pelos crimes de moeda falsa, com pena de reclusão de 3 a 12 anos, e de corrupção de menores, com pena de 1 a 4 anos de prisão.

Os adolescentes foram ouvidos na presença de um responsável legal e, em seguida, liberados, conforme determina a lei. O autor maior de idade foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

 

Advertisement
Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://bit.ly/aqui26whats

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here