Segurança

Cão farejador Wookie é aposentado após oito anos de atuação na Polícia Civil do ES

COMPARTILHE
Cão farejador Wookie
312
Advertisement
Advertisement

O cão Wookie, que atuava na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), foi aposentado na última sexta-feira (16). Ele atuava na instituição há oito anos e, com seu faro apurado e obediência, colaborou para a apreensão de drogas em diversas operações policiais.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Os cães policiais são aposentados após oito a dez anos de idade. Wookie chegou à Instituição com dois meses de vida, por meio de doação. Logo que entrou, foram realizados vários testes, que constataram seu potencial.

Cão farejador Wookie

O agente de polícia e médico veterinário Jorge Morgado Neto foi o responsável pelo adestramento, socialização e treinamento do animal nesse período. Ele explica que Wookie é excepcional e sempre demonstrou habilidade, obediência e subordinação e tais características ajudam a realizar um bom trabalho.

Continua depois da publicidade

Nesses anos de trabalho, Wookie participou de diversas operações policiais e se destacou por conseguir detectar entorpecentes em locais improváveis. O adestrador destacou uma operação no município de Venda Nova do Imigrante, com um terreno grande. O cão conseguiu detectar a droga que estava enterrada, obtendo êxito em apreender 375 pedras de crack. Em outra ação, na cidade de Anchieta, Wookie indicou em um quarto e jogou no chão 1.700 comprimidos de ecstasy, carga avaliada entre 50 e 80 mil reais.

Além do trabalho de detecção, o cão ainda participou ao lado do seu adestrador, do Projeto “Patrulha Canina”, que consiste em apresentar o trabalho do cão policial nas escolas, para crianças da faixa etária de dois a 12 anos.

Treinamento

Cães que atuam na detecção de drogas são treinados desde os primeiros meses de vida até estarem aptos a atuar nas operações policiais.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Até estar apto para o trabalho, os cães policiais passam por um período de adaptação ao ambiente, quando são levados a vários lugares para se adaptar com barulho, movimento e água. Ainda, faz parte do treinamento estímulo de caça, em que são apresentados odores de drogas como crack, maconha e cocaína, com o objetivo que eles façam a detecção e indiquem em qual local o material está escondido.

Aposentado, Wookie foi doado e está sob os cuidados de um policial da Core que seguirá aproveitando seu merecido descanso.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here