Esporte Nacional

Brasil atropela Gana em amistoso com bom futebol e brilho de Richarlison

COMPARTILHE
124
Advertisement
Advertisement

O Brasil passou com sobras em seu penúltimo teste antes da estreia na Copa do Mundo do Catar. Escalada por Tite com um quinteto ofensivo, a seleção brasileira superou Gana por 3 a 0 nesta sexta-feira, em Le Havre, na França, em noite de brilho de Richarlison, autor de dois gols. Marquinhos anotou o outro, que abriu o caminho para a vitória tranquila sobre os ganeses.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Deu certo a união de Paquetá, Neymar, Raphinha, Vini Jr e Richarlison, formando o esquema mais ofensivo que Tite já havia escalado na seleção. Ele viu sua escolha dar resultado porque o Brasil atacou com inteligência e mostrou equilíbrio para se defender com competência das poucas investidas da seleção ganesa.

Os torcedores na França se empolgaram com a seleção principalmente no primeiro tempo, etapa em que o time construiu todo o placar, com dois gols de cabeça de Marquinhos e Richarlison e outro do atacante, mas por baixo, em bonita finalização rasteira no canto esquerdo do goleiro.

Encantaram os torcedores a movimentação do quinteto, os dribles de Vini Jr, as duas assistências de Neymar e a eficiência de Richarlison. Caberia uma goleada no amistoso na França. O placar não foi mais elástico em decorrência de escolhas erradas em algumas conclusões. Paquetá, Raphinha e Vini Jr tiveram oportunidades para ir às redes.

Continua depois da publicidade

Foi, a bem da verdade, um passeio da seleção brasileira na etapa inicial. Em 45 minutos, o time de Tite finalizou 13 vezes, mostrou um futebol intenso, leve, ousado e envolvente e foi atacado apenas uma vez pelos ganeses, acuados em seu campo de defesa.

A seleção brasileira reduziu naturalmente seu ritmo no segundo tempo. Os 45 minutos finais serviram para Tite rodar o elenco e para os reservas mostrarem serviço. O treinador deu chance para Bremer, Fabinho, Matheus Cunha, Everton Ribeiro e Rodrygo. Mas os suplentes, no geral, estiveram tímidos. Se Richarlison brilhou, Matheus Cunha deixou a desejar ao perder um gol impressionante, quase em baixo da trave.

Neymar, muito caçado em campo, jogou toda a partida. O craque brasileiro não foi às redes, mas fez uma boa apresentação. Movimentou-se bastante, jogou coletivamente, deu bonitos dribles, assistências e não marcou um golaço em uma jogada com direito a caneta no marcador porque concluiu fraco.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O Brasil faz último compromisso antes do Mundial do Catar na próxima terça-feira, 27, às 15h30 (horário de Brasília), em Paris. O adversário será a Tunísia, outra seleção africana. A previsão é de que Tite anuncie os 26 que levará para a Copa no dia 7 de novembro. A estreia no Mundial será contra a Sérvia, dia 24 de novembro.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 3 X 0 GANA

BRASIL – Alisson; Militão, Marquinhos, Thiago Silva (Bremer) e Alex Telles; Casemiro (Fabinho), Lucas Paquetá (Everton Ribeiro) e Neymar; Vini Jr (Antony), Raphinha (Rodrygo) e Richarlison (Matheus Cunha). Técnico: Tite.

GANA – Wallacott; Odoi (Owusu), Amartey, Djiku e Rahman Baba; Kudus (Kyereh), Iddrisu Baba (Lamptey) e Andre Ayew (Semenyo); Sulemana (Iñaki Williams), Afena-Gyan (Salisu) e Jordan Ayew. Técnico: Otto Addo.

GOLS – Marquinhos, aos 8, Richarlison, aos 27 e aos 39 do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Mikael Lesage (França).

CARTÕES AMARELOS – Casemiro, Odoi, Iddrisu Baba, André Ayew, Neymar, Matheus Cunha.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Océane, em Le Havre, França.

Ricardo Magatti
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here