Esporte Nacional

Palmeiras supera desfalques, ganha do Atlético-MG fora e amplia vantagem na ponta

COMPARTILHE
22
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Desfalcado de cinco jogadores – quatro deles titulares – além de Abel Ferreira, o Palmeiras deu mais uma demonstração de força no Brasileirão ao ganhar do Atlético Mineiro na noite desta quarta-feira. No Mineirão, Murilo fez o gol da vitória simples do time paulista, que manteve a invencibilidade na condição de visitante e aumentou em um ponto a vantagem na liderança.

Continua depois da publicidade

O time de Abel Ferreira tem 60 pontos e abriu nove para o vice-líder, que agora é o Fluminense, acima do Inter, que tropeçou em casa. O Atlético parou nos 40 e se vê cada vez mais distante do grupo dos seis primeiros colocados que garantem vaga na Libertadores.

Embora o Atlético-MG atravesse má fase, era esperado, pela qualidade de seus atletas e pelos desfalques importantes do Palmeiras, que os mineiros dominassem os paulistas. Com Hulk de volta, os anfitriões encontraram espaços, criaram e empilharam chances perdidas. Foram superiores nos primeiros 45 minutos, mas não transformaram em gols as oportunidades produzidas.

Somente Keno ficou perto de marcar três vezes. Na primeira, acertou a trave em bonita conclusão. Na segunda, a mais clara delas, cabeceou para fora. Na terceira, livre na pequena área, isolou. Hulk, de volta, exigiu grande defesa de Marcelo Lomba. Também reclamou muito, incomodou o árbitro e reclamou de um pênalti em que se atirou no gramado.

Continua depois da publicidade

Armado com uma linha de três na defesa, o zagueiro Luan como volante e o lateral Mayke atuando como um ponta, o Palmeiras passou parte do primeiro tempo encurralado, mas equilibrou as ações no fim e também encontrou espaços para atacar.

Dudu foi o melhor dos visitantes. O camisa 7 concluiu assistência de Mayke muito perto do gol e acertou a trave direita de Everson. No minuto final, os paulistas balançaram as redes com Kuscevic. O chileno, porém, estava impedido.

O Atlético apresentou maior volume e criou mais chances, mas o Palmeiras, mesmo sem atletas decisivos, é conhecido por sua eficiência e letalidade, tanto que marcou no primeiro ataque na etapa final em jogada de improviso e inteligência que começou envolveu Scarpa e Rocha até chegar em Murilo.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O meio-campista cobrou escanteio para o lateral, que devolveu para o camisa 14. Ele chutou torto, mas a finalização virou uma assistência e a bola encontrou o zagueiro artilheiro, que mandou para as redes aos cinco minutos.

O Atlético não encontrou no segundo tempo facilidade para achar espaços e para sair da marcação do Palmeiras. Na verdade, foram os visitantes que estiveram mais perto do segundo gol. Até fizeram com Breno Lopes após falha da defesa atleticana, mas o juiz Marcelo de Lima Henrique entendeu que houve falta de Navarro em Mariano.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 0 X 1 PALMEIRAS

ATLÉTICO-MG – Everton; Mariano, Nathan Silva, Jemerson e Dodô (Ademir); Allan (Otávio), Jair (Nacho Hernández) e Zaracho; Eduardo Sasha (Alan Kardec), Keno (Pavon) e Hulk. Técnico: Cuca.

PALMEIRAS – Marcelo Lomba; Marcos Rocha, Kuscevic, Murilo e Piquerez; Luan, Atuesta (Jorge)e Gustavo Scarpa (Tabata); Mayke (Navarro), Dudu (Garcia) e Rony (Breno Lopes). Técnico: João Martins.

GOL – Murilo, aos cino minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (CE).

CARTÕES AMARELOS – Jair, Dodô e Zaracho (Atlético-MG); Luan, Murilo e Dudu (Palmeiras).

PÚBLICO – 28.644 presentes.

RENDA – R$ 949.422,19.

LOCAL – Mineirão, em Belo Horizonte.

Ricardo Magatti
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.