Esporte Nacional

Magnus Carlsen detona Hans Niemann em carta e avisa: 'Trapaças ameaçam o xadrez'

COMPARTILHE
18
Advertisement
Advertisement
Advertisement

O mundo do xadrez segue envolto em uma longa polêmica envolvendo o norueguês Magnus Carlsen e o norte-americano Hans Niemann. Nesta terça-feira, o Carlsen, que é considerado o principal enxadrista da atualidade, publicou uma carta reafirmando denúncias contra Niemann e pedindo mudanças urgentes para evitar novas trapaças.

Continua depois da publicidade

“Acredito que trapacear no xadrez é um grande problema e uma ameaça existencial ao jogo. Também acredito que os organizadores de xadrez e todos aqueles que se preocupam com a santidade do jogo que amamos deveriam considerar seriamente aumentar as medidas de segurança e os métodos de detecção de trapaças para o xadrez acima do tabuleiro”, escreveu o grão-mestre de 31 anos.

Magnus Carlsen foi além e disse que Hans Niemann trapaceou de forma ainda mais incisiva e por reiteradas vezes. Na última segunda-feira, o norueguês abandonou nova partida diante do jovem norte-americano pela sexta rodada da Julius Baer Generations Cup, da etapa de Meltwater na Turnê dos Campeões.

“Acredito que Niemann trapaceou mais – e mais recentemente – do que admitiu publicamente. Seu progresso no tabuleiro foi incomum, e durante todo o nosso jogo na Sinquefield Cup tive a impressão de que ele não estava tenso ou mesmo totalmente concentrado no jogo em posições críticas, enquanto me superava, como o segundo a jogar, de uma forma que acho que apenas um punhado de jogadores pode fazer. Este jogo contribuiu para mudar minha perspectiva”, complementou Carlsen.

Continua depois da publicidade

O norueguês também reconheceu que a decisão de desistir de jogar com Niemann foi sem precedentes e causou frustração nos fãs de xadrez. Carlsen reforçou, no entanto, que quer continuar jogando em alto nível. “Nós precisamos fazer algo a respeito das trapaças e daqui para frente não quero mais jogar com pessoas que trapacearam repetidas vezes no passado, porque eu desconheço o que essa pessoa pode fazer no futuro”, disse.

“Isso é mais do que eu gostaria de dizer. Infelizmente, neste momento, eu me vejo limitado no que posso dizer sem a permissão explícita do Niemann para falar abertamente. Até agora só posso falar sobre minhas ações. Estas ações apontam claramente que não estou disposto a jogar xadrez com Niemann. Espero que a verdade neste assunto venha à tona, seja ela qual for”, finalizou Magnus Carlsen.

ENTENDA A POLÊMICA

Advertisement
Continua depois da publicidade

No início de setembro, após ganhar surpreendentemente de Magnus Carlsen, Niemann disse em entrevista após a vitória que por um “milagre absurdo” descobriu como seriam as jogadas iniciais do rival e se preparou bastante na manhã da partida para essa estratégia.

A alegação de “milagre” do jovem enxadrista gerou desconfiança. Uma das acusações é de que Niemann teria trapaceado usando o “engine”, programas de inteligência artificial para jogos online de xadrez, mas não se sabe que dispositivo exatamente poderia ter sido usado para obter essa ajuda externa em tempo real. Uma das acusações aponta que Niemann teria usado um sex toy, associado ao sistema de código Morse, para vencer o duelo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement