Economia

ANP: preço médio da gasolina nos postos volta a ficar abaixo de R$ 5

COMPARTILHE
370
Advertisement
Advertisement

O preço médio da gasolina comum nas bombas caiu mais 1,4% nesta semana, informou nessa sexta-feira (16), a Agência Nacional de Petróleo Biocombustíveis e Gás Natural (ANP). O levantamento oficial diz respeito ao período entre os dias 11 e 17 de setembro, quando combustível é comercializado a R$ 4,97 por litro, ante R$ 5,04 aferido na semana anterior.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Com isso, o preço médio da gasolina nos postos voltou a ficar abaixo de R$ 5,00 pela 1ª vez desde o início do ano passado. A última vez que aconteceu, informa a ANP, foi em 20 de fevereiro de 2021, quando o litro da gasolina custava, em média, R$ 4,91.

Trata-se da 12ª semana consecutiva de queda no preço desse combustível ao consumidor desde o pico histórico de R$ 7,39, registrado na penúltima semana de junho. Desde então, em pouco mais de dois meses e meio, o preço da gasolina já recuou 32,7% nos postos.

Antes desse preço começar a cair, porém, a gasolina acumulava alta de 70,6% nos postos desde janeiro de 2019, início do governo Jair Bolsonaro. Então, a gasolina era comercializada no país a um preço médio de R$ 4,33 por litro segundo a ANP. Na prática, portanto, os esforços do governo ainda não compensaram a escalada de preços experimentadas nos primeiros três anos e meio de governo.

Continua depois da publicidade

A recente trajetória de queda começou em 24 de junho, quando o governo federal sancionou a lei que limitou o ICMS incidente sobre combustíveis a 17% em todo o país. Depois, nos meses de julho, agosto e setembro, os preços seguiram caindo em função de quatro reduções seguidas nos preços praticados pela Petrobras em suas refinarias, que são aos poucos repassadas às bombas pelos varejistas.

A queda dessa semana nas bombas ainda se deve ao último reajuste da Petrobras, que reduziu em 7% o preço aos distribuidores em 2 de setembro.

A redução de impostos sobre combustíveis e a pressão do governo para a Petrobras diminuir os preços praticados nas refinarias se devem aos esforços do governo em dar uma resposta ao eleitorado e conter a inflação perto das eleições. Esse processo tem sido facilitado pelo recuo das cotações internacionais do barril de petróleo e seus derivados.

Advertisement

Diesel

Continua depois da publicidade

Na semana entre 11 e 17 de setembro, informou a ANP, o preço médio do diesel S10 nos postos brasileiros teve ligeira queda para R$ 6,94 ante R$ 6,96 na semana imediatamente anterior, um recuo de 0,2%. Desde quando foi imposto o teto de 17% no ICMS, em 24 de junho, o diesel foi reajustado para baixo nas refinarias da Petrobras em duas ocasiões. Assim como a gasolina, ele também caiu por 12 semanas seguidas e acumula queda de 9,6% no preço médio do litro, que variou de R$ 7,68 no início do ciclo para os atuais R$ 6,94.

Gabriel Vasconcelos
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement