Esporte Nacional

Marta ganha estátua de cera, e Museu da Seleção Brasileira agora tem Rei e Rainha

COMPARTILHE
A maior jogadora de futebol de todos os tempos agora também tem sua estátua no Museu da Seleção Brasileira. Eleita seis vezes a melhor do mu
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
72
Advertisement
Advertisement

A maior jogadora de futebol de todos os tempos agora também tem sua estátua no Museu da Seleção Brasileira. Eleita seis vezes a melhor do mundo, Marta ganhou uma estátua de cera em tamanho real. Antes dela, apenas Pelé já havia recebido a homenagem. Ciente de sua importância para o futebol nacional, a craque brasileira definiu a honraria: “não existe rei sem rainha, não é?”, disse Marta.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A estátua tem entre 30 e 40 kg e tem proporções reais. “Eu aprovei, vocês aprovaram?”, brincou Marta, em entrevista concedida logo após a inauguração da estátua. “Eu vi ela inteira pela primeira vez hoje, mas antes eu já tinha visto o rosto e tal. Da vez que eu vi, a bochecha estava um pouco maior, aí eu falei tá muito grande a bochecha, dá uma reduzida aí, e eles deram uma melhorada. Acho que ficou legal, ficou bacana”, explicou a jogadora.

A obra foi produzida em Londres e contou com o trabalho de cerca de 30 artesãos. Eles integram o mesmo ateliê que atua em alguns dos mais importantes museus do mundo, como o Madame Tussauds. Foi a mesma equipe que fez a estátua de Pelé, que foi inaugurada em fevereiro de 2020.

A jogadora se disse honrada por ser a segunda a ter essa homenagem no Museu da Seleção, e considera que Pelé deve estar feliz. “Ele demonstrou isso desde o primeiro momento em que ficou sabendo, é um cara com quem eu tenho um diálogo muito bacana. A gente não se fala com frequência, mas sempre que a gente tem a oportunidade é uma conversa muito bacana, muito cordial e verdadeira”, afirmou Marta. “A gente tem que continuar representando o nosso País, ele tem orgulho disso e eu tenho orgulho também”.

Continua depois da publicidade

Ausente da última Copa América devido a uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, Marta disse que espera estar na próxima Copa do Mundo Feminina, marcada para o ano que vem, quando ela vai ter 37 anos.

“Estou voltando de uma lesão, vai fazer cinco meses da cirurgia agora. Eu tenho plena consciência que é um trabalho muito complicado, árduo, difícil, mas com muita dedicação, muita força de vontade, só depende de mim”, declarou. “Espero poder ano que vem estar de volta”.

Marcio Dolzan
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.