Geral

Varíola dos macacos: nariz de paciente apodrece antes que ele receba diagnóstico

COMPARTILHE
A foto tem as palavras Imagens Fortes, porque as imagens que estão no interior da matéria podem afetar quem é mais sensível
5527
Advertisement
Advertisement

Um caso assustador foi relatado pela revista médica Infection. Um homem de 40 anos, que mora na Alemanha, teve parte do nariz necrosado por causa da varíola dos macacos. Segundo o portal Metrópoles, o homem estava com o sistema imunológico abalado por conta de outras infecções sexualmente transmissíveis anteriores.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O homem reportou que buscou auxílio médico quando notou uma ferida vermelha na ponta do nariz. Sem considerar a possibilidade de varíola dos macacos, ele foi aconselhado a voltar para casa. Mas a ferida aumentou, inchou, ficou escura e dolorida. Outras feridas apareceram em outras partes do corpo do paciente, provocando dores intensas no pênis e na boca dele.

Ele buscou novamente ajuda médica e descobriu, após vários exames, que tinha também sífilis e HIV. Apesar de fazer o tratamento, o nariz melhou apenas um pouco. Não há informações sobre o estado atual do paciente. A necrose é o estado de morte de um grupo de células, tecidos ou órgão, geralmente devido à ausência de suprimento sanguíneo.

Segundo a publicação, os profissionais de saúde relataram que o nariz do paciente ficou em estado tão grave devido ao HIV não tratado. Na prática, o HIV compromete o sistema imunológico do paciente e deixa o organismo sem defesas. Os médicos disseram também que os glóbulos brancos do homem estavam em quantidade tão baixa quanto a de pessoas com Aids. Além disso, na medida em que a varíola dos macacos se espalha, casos semelhantes podem se tornar mais frequentes, destacaram os médicos.

ATENÇÃO, IMAGEM FORTE ABAIXO:

Continua depois da publicidade

 

 

Foto: revista Infection

 

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here