Cidades

Saúde do coração precisa ser acompanhada da infância até a vida adulta, alerta médico

COMPARTILHE
A morte do empresário João Paulo Diniz, aos 58 anos, reforçou o alerta sobre a necessidade de prevenção às doenças cardiovasculares a partir da realização
93
Advertisement
Advertisement

A morte do empresário João Paulo Diniz, aos 58 anos, reforçou o alerta sobre a necessidade de prevenção às doenças cardiovasculares a partir da realização de exames periódicos, mesmo por parte de pessoas aparentemente saudáveis.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Diniz era atleta amador e mantinha uma rotina ativa de exercícios físicos, como demonstrava em suas redes sociais, e sofreu um mal súbito após sair para correr, conforme informou a família.

O médico cardiologista da Unimed Sul Capixaba, Wilson Junior, destacou que a saúde do coração depende de vários fatores que precisam ser monitorados ao longo de toda a vida, começando na infância.

Segundo Wilson, a atividade física é recomendada para manter a saúde do coração, e inclusive utilizada para a reabilitação cardíaca. Entretanto, sua prática sem uma avaliação prévia com cardiologista e o acompanhamento adequado de um profissional de educação física pode ofertar riscos à saúde.

Continua depois da publicidade

“Esses perigos não vêm só para o coração, mas também para as articulações, músculos e todo o corpo, principalmente para exercícios em níveis que estejam além da capacidade do paciente. É comum as pessoas começarem a fazer exercício e acharem que são atletas desde o início”, alertou o especialista.

Para cuidar do coração, o médico lembrou que é preciso estar atento aos fatores de risco, e que uma avaliação com cardiologista ao longo de várias etapas da vida pode detectar doenças que são silenciosas e trazem riscos para o coração.

“As crianças devem ter avaliação com o pediatra, ver sua alimentação, participar de atividades físicas e ter pelo menos uma avaliação de colesterol e glicose. Entre os 20 e 30 anos é recomendada uma avaliação da saúde cardiovascular, com exame físico e eletrocardiograma, até para que se tenha um eletro de base para saber como é a sua função normal, e exames complementares quando necessário”, explicou o cardiologista.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Há outras doenças que são determinantes para o aparecimento de doença cardiovascular, como hipertensão e diabetes, que são silenciosas e não serão encontradas sem uma avaliação períódica. Quanto mais precocemente forem encontradas e tratadas, menor a chance de ocorrência dessas complicações”, alertou Wilson.

O médico complementou ainda que os sintomas das doenças cardiovasculares são amplos e só um cardiologista poderá definir seu diagnóstico e tratamento. “Pode ocorrer de a primeira apresentação ser a morte súbita, como do empresário em questão, até ter dor no peito, falta de ar e outros sintomas. Qualquer dor no peito precisa ser avaliada em pronto-socorro. Quem irá definir se é característica de doença cardiovascular é o cardiologista”, completou.

Fatores de risco para as doenças cardiovasculares

  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Colesterol alto
  • Tabagismo
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Estresse excessivo
  • Histórico familiar de doença cardiovascular

Unimed Coração

A Unimed Sul Capixaba conta com a Unimed Coração, em Cachoeiro de Itapemirim, que reúne um amplo sistema de atendimento avançado ao paciente cardiológico, disponibilizando, de forma integrada, desde exames, hemodinâmica, internações, implante de stent e cateterismo a cirurgias mais complexas.

A estrutura dedicada ao coração conta com uma ala exclusiva no Hospital Unimed, UTI Coronariana, equipamentos de última geração, corpo clínico altamente especializado e uma integração com outras unidades da cooperativa.

Um dos procedimentos de alta complexidade ofertado é a angiotomografia de coronárias, realizada com o auxílio do tomógrafo computadorizado de corpo inteiro, cujo único equipamento no Sul do Estado foi adquirido pela Unimed Sul Capixaba. Esse tomógrafo possibilita a visualização não invasiva das paredes e da luz das artérias coronárias, resultando na avaliação das placas ateroscleróticas e na detecção de obstrução nas artérias coronárias com imagens em 3D.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.