Política Regional

Na semana da segurança, Neucimar Fraga é destaque com projetos de lei aprovados

COMPARTILHE
157
Advertisement
Advertisement

A semana da segurança pública da Câmara Federal deste ano ficará marcada pela resposta positiva dada a sociedade, no que tange o combate à criminalidade e a impunidade. Com aprovação e modernização de novas leis as punições serão mais severas para os criminosos, principalmente para crimes caracterizados como hediondos.

Continua depois da publicidade

No meio de tantas sessões e debates o deputado Federal Neucimar Fraga (PP-ES), que possui histórico amplo de combate a criminalidade, ganhou destaque no cenário nacional e foi o grande protagonista da semana, sendo autor de dois importantes projetos de Lei: o fim da saidinha, que foi aprovado, e a prisão imediata para réu confesso, medidas que permitirão um rigor maior por parte da justiça.

Outra iniciativa do deputado foi o seu relatório duro que tornou o “novo cangaço” em prática hedionda, prevendo o aumento da punibilidade das quadrilhas que invadem cidades, assaltam agências bancárias, atacam carros fortes, fazem pessoas reféns e utilizam barricadas para impedir ação imediata das forças policiais.

Ao falar da sua atuação, o parlamentar capixaba realçou sua posição sobre a saidinha temporária dos presos e sobre a prisão imediata de réu confesso:

Continua depois da publicidade

“O endurecimento e a reformulação do código penal é um anseio antigo da maioria dos brasileiros. Não é justo que um filho que mata o pai ou o pai que mata o filho terem o benefício da saída temporária no Dia dos Pais, por exemplo. Isso é uma incoerência absurda que precisamos corrigir para acabar com essa sensação de impunidade. A mesma coisa sobre o réu confesso, tem muitos criminosos usando essa regra como estratégia para responder em liberdade. Minha proposta é prisão imediata para o réu que confessou seu crime, tem que ir direto para a cadeia”, afirmou o deputado.

Neucimar Fraga foi deputado federal de 2003 a 2008, ano que foi eleito prefeito da cidade de Vila Velha – ES. Retornou a Câmara Federal em 2020. No currículo, o parlamentar presidiu a CPI de tráfico de órgãos humanos do Brasil e a CPI da imigração, onde foi elaborado o diagnóstico dos brasileiros espalhados pelo mundo. Também foi relator da CPI do tráfico de armas, combatendo diretamente o esquema de grandes criminosos. Por último, em 2007 foi presidente da CPI do sistema carcerário brasileiro, trabalho fundamental para política de ressocialização da população carcerária.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here