Geral

Bizarro | Morador flagra “cacho” de cobras em pé de mexerica

COMPARTILHE
Telmo Santos, um morador de Santo Antônio da Patrulha, no Rio Grande do Sul, andava por uma propriedade quando avistou uma cena curiosa – e um tanto
7659
Advertisement
Advertisement

Telmo Santos, um morador de Santo Antônio da Patrulha, no Rio Grande do Sul, andava por uma propriedade quando avistou uma cena curiosa – e um tanto bizarra. Em um pé de mexerica, Santos viu um “cacho” de cobras da espécie Philodryas olfersii, como mostra a imagem. As informações são da SoCientífica.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A observação, contudo, não para por aí. Acontece que Telmo divulgou as imagens em um grupo no Facebook, buscando uma explicação para o fenômeno. Não só Santos recebeu uma explicação, como os registros foram parar no periódico Herpetological Review na forma de uma nota científica.

No documento, três biólogos e especialistas explicam que o fenômeno é um tipo de agregação reprodutiva, bastante comum nas serpentes. Apesar disso, é a primeira vez que uma agregação reprodutiva é documentada na Philodryas olfersii, comumente chamada de cobra-verde.

De acordo com os especialistas, o ‘cacho’ de cobras se formou após a fêmea secretar feromônios por sua pele. A partir disso, diversos machos podem sentir o cheiro destes hormônios sexuais e, eventualmente, seguem uma mesma trilha olfativa deixada pela fêmea.

Continua depois da publicidade

Quando vários machos se encontram, começa uma corrida para tentar copular com a fêmea, o que dá origem ao ‘cacho’ de cobras, ou mais precisamente, à agregação reprodutiva.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here