Grande Vitória

Bebê de sete meses morre no Espírito Santo após engolir lagarta

COMPARTILHE
Um bebê de sete meses morreu, na última sexta-feira (19), após engolir uma lagarta, no município de Guarapari. Segundo informações, o acide
Foto: Imagem Ilustrativa
2603
Advertisement
Advertisement

Um bebê de sete meses morreu, na última sexta-feira (19), após engolir uma lagarta, no município de Guarapari. Segundo informações, o acidente aconteceu no dia 11 deste mês. A criança engoliu o inseto, mas acabou vomitando-o. Entretanto, após isso, ele começou a passar mal, foi levado ao hospital por três vezes, mas acabou não resistindo e faleceu oito dias depois.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Ele chegou a ser atendido em todas as vezes que foi ao hospital, mas não foi internado. A instituição em questão é o Hospital Materno Infantil Francisco de Assis, o HIFA Guarapari.

O hospital esclareceu que “a criança de sete meses passou por três atendimentos na instituição. Foram realizados todos os exames necessários, inclusive o de rastreio infeccioso e raio-x. Foi feito contato com o Centro de Atendimento Toxicológico (Toxcen) e todo atendimento realizado conforme orientações do Toxcen. A última consulta aconteceu no dia 14 de agosto, foi feito um novo contato com o Toxcen e novamente adotadas condutas conforme as orientações. A criança permaneceu em bom estado geral, sem alterações nos exames e liberada com orientações. Após esta data, não houve retorno dos familiares ao Pronto Socorro do HIFA”.

Já no dia 19 de agosto, a criança foi levada ao Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha. Apesar do esforço de toda a equipe, a criança não resistiu e acabou falecendo no local.

Polícia Civil investiga o caso

Continua depois da publicidade

Em nota, a Polícia Civil informou que a perícia foi acionada, no último sábado (20), para o recolhimento de um corpo de um bebê, de 7 meses, no Serviço de Verificação de Óbito (SVO), em Vitória, devido a causa da morte ser suspeita. O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML), para ser necropsiado e foi liberado para os familiares no Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa (DEHPP).

Disse ainda, que o procedimento será encaminhado, inicialmente, para a Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari, que aguardará os resultados dos exames. Para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada.

Advertisement
Advertisement