Política Nacional

Lula: Não há como acabar com auxílio emergencial sem resolver a economia do País

COMPARTILHE
37
Advertisement
Advertisement
Advertisement

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) alegou que o auxílio emergencial dado pelo governo Jair Bolsonaro (PL) foi aprovado até dezembro como medida para garantir a reeleição. Ele participou de transmissão ao vivo no Facebook com o deputado federal André Janones (Avante-MG) na manhã deste sábado.

Continua depois da publicidade

“Enquanto não acabar com a fome e a miséria não pode acabar com o auxílio emergencial. Você pode inclusive criar uma convulsão nesse país se tirar o pouquinho de possibilidade que esse povo tem”, afirmou Lula. “Não há como tirar o benefício sem que a gente recupere a economia brasileira, sem gerar emprego, sem resolver a fome.”

O ex-presidente criticou ainda a postura de Bolsonaro diante das mais de 680 mil mortes por covid-19 e afirmou que o governo “tentou fazer uma fábrica de corrupção com as vacinas”.

Janones, que retirou sua candidatura à presidência para apoiar o petista no primeiro turno, disse que fará outras transmissões com Lula, com espaço para comentários de eleitores. O deputado tem mais de oito milhões de seguidores no Facebook.

Continua depois da publicidade

Aramis Merki
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here