Esporte Nacional

Jogador do Arsenal é investigado por suposto envolvimento em esquema de apostas

COMPARTILHE
22
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Um simples cartão amarelo pode levar o volante Xhaka ao banco dos réus da Agência Nacional Anticrime da Inglaterra. Em 2021, em um jogo do Campeonato Inglês contra o Leeds United, o suíço do Arsenal demorou para cobrar uma falta e acabou sendo punido pelo árbitro. O jogador está sob investigação pelo lance, sob acusação de envolvimento com esquema de apostas.

Continua depois da publicidade

Minutos antes de o volante ser advertido pela arbitragem, um site registrou uma aposta de 52 mil libras (aproximadamente R$ 321 mil) na qual previa que o cartão amarelo seria mostrado ao jogador do Arsenal. As informações são do Daily Mail desta terça-feira.

A alta aposta era de que Xhaka seria advertido com cartão amarelo nos 10 minutos finais daquela partida na casa do Leeds. O Arsenal vencia por 4 a 1 quando uma falta na defesa acabou gerando a atual investigação. O jogador tomou distância para a cobrança e ficou parado, apenas ameaçando a cobrança, já aguardando o árbitro puni-lo com o amarelo.

A investigação é sobre um suposto esquema de manipulação em casas de aposta organizado pela Máfia Albanesa, país de origem do jogador do Arsenal. Xhaka ficou quase 20 segundos para cobrar aquela falta da jogada investigada. Só deu sequência à partida após levar o cartão. A defesa vai alegar que o jogador sempre é advertido nas partidas.

Continua depois da publicidade

O alto volume da aposta realizada no site da Betfair levantou a suspeita e agora, um ano depois, a Agência Nacional Anticrime, em parceria com a Federação de Futebol da Inglaterra, resolveu investigar não apenas o lance, mas algumas outras jogadas suspeitas de manipulação no futebol inglês.

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here