Economia

Modelo de investimento para modernização da BR-262 continua em avaliação, diz ministério

COMPARTILHE
262 Muita atenção aos que trafegarem pela BR-262, no km 100, na altura do viaduto de Venda Nova do Imigrante, na tarde desta terça-feira (3).
117
Advertisement
Advertisement

Depois de cancelar o edital de concessão das BRs 381 e 262, a Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) fará um novo processo para consulta pública, mas a rodovia que corta o Espírito Santo ficará de fora. Segundo o Ministério de Infraestrutura, o projeto da BR-262 “continua em avaliação, a fim de que chegue a uma modelagem que garanta os investimentos necessários à modernização dessa importante rodovia federal. Não há definição ainda se por concessão ou obra pública”.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Apontada como um dos gargalos para escoamento de produção e fomento ao turismo, a tentativa de conceder a rodovia à iniciativa privada é antiga, apesar de urgente. Entre as possibilidades está a concessão à iniciativa privada, obras públicas ou, até mesmo, uso do dinheiro da compensação ao Espírito Santo pelas perdas provocadas pelo rompimento da barragem de Mariana, em Minas Gerais.

“Mas esse acordo não me parece fácil de acontecer nos próximos dias”, avalia a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini. E conclui: “A informação que tenho é que o Ministério da Infraestrutura vai colocar em breve uma nova licitação da BR-262, pois não podemos ficar na espera da repactuação. A modelagem da BR-262, posta duas vezes, vimos que não deu certo”.

Advertisement
Continua depois da publicidade