Economia

Confira os 10 municípios capixabas que investiram R$ 1,37 bilhão em 2021

COMPARTILHE
O ano de 2021 foi de desaceleração no volume de investimentos para os municípios capixabas, que somaram R$ 1,37 bilhão investidos em obras e equipamentos
84
Advertisement
Advertisement

O ano de 2021 foi de desaceleração no volume de investimentos para os municípios capixabas, que somaram R$ 1,37 bilhão investidos em obras e equipamentos – valor 29,2% menor do que o registrado em 2020, já considerando a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Advertisement
Continua depois da publicidade

Os dados foram divulgados pelo anuário Finanças dos Municípios Capixabas, que aponta que essa queda já era aguardada para o primeiro ano de mandato das novas administrações municipais.

Alberto Borges, economista e editor do anuário, explica que, quando assumem a gestão, as novas administrações se dedicam mais ao planejamento das ações e ao desenvolvimento dos projetos que serão executados ao longo do mandato de quatro anos, e menos à efetivação dos investimentos.

“Além disso, pesa o fato de o comparativo ser feito com os dados de 2020, último exercício da gestão antecessora, quando os investimentos programados foram, em grande parte, concretizados”.

Continua depois da publicidade

Mais uma vez, o município da Serra ocupou a liderança entre as 77 cidades com dados disponíveis nos Relatórios de Gestão Fiscal (RGF): foram R$ 200,4 milhões aplicados na infraestrutura local em 2021. Em seguida no ranking, Vila Velha investiu R$ 166,8 milhões em obras e equipamentos; Vitória R$ 134,3 milhões; Cariacica totalizou R$ 100,4 milhões; Presidente Kennedy registrou R$ 99,5 milhões; e Linhares investiu R$ 88 milhões.

O economista explica, ainda, que as principais fontes de recursos destinadas aos investimentos encolheram em 2021, contribuindo para a queda de quase 30%. As fontes próprias recuaram 27,8% em relação a 2020, as transferências da União registraram queda de 16,2% no período e a captação de recursos no mercado de crédito encolheu 59,9%. Somente as transferências do Governo do Estado é que subiram, performando alta de 45,4% no período.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here