Segurança

Assédio ou dinheiro? Conheça os detalhes do caso Duramir, o crime que chocou Cachoeiro

COMPARTILHE
caso duramir 2
Fotos: PCES
16163
Advertisement
Advertisement

“Uma frieza que nunca vi na minha vida”. As palavras são do titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cachoeiro de Itapemirim, Felipe Vivas, a respeito dos suspeitos de matar o ciclista Duramir Monteiro Silva, o Dudu Treme Treme. O delegado forneceu detalhes do crime em coletiva na manhã desta terça-feira (5), e contou como a equipe chegou ao filho e à nora da vítima.

Advertisement

A família.

Continua depois da publicidade

O ciclista Duramir Monteiro Silva, de 56 anos, foi morto pelo filho adotivo e pela nora, no dia 28 de junho, após um possível assédio. As inDuramir era separado e a casa em que morava foi dividida em duas, por meio de paredes. A ex-mulher morava de um lado e o ciclista, de outro. O filho, que antes residia com a matriarca, passou a viver na parte da casa que pertencia a Duramir. Isso porque ele e a namorada decidiram viver juntos após quatro meses de relacionamento. Ela, inclusive, estaria grávida de três meses do rapaz, mas a gestação ainda não foi atestada. A mãe, muito religiosa, não aceitou bem a situação. E Duramir acolheu o filho.

O dia do crime.

caso duramir 1

O ciclista chegou à casa que dividia com o filho adotivo e a nora por volta das 21h30 de 28 de junho, após passar algumas horas pedalando pela cidade. Na versão contada pelos suspeitos, o filho estava no banho e a nora, cortando carne na pia. Duramir teria, então, nas palavras dos suspeitos, “dado um cheiro” no pescoço da nora. Ela, que estava com a faca na mão, desferiu um golpe no ciclista, atingindo-o nas costelas. O filho saiu do banho, pegou outra faca, e matou o pai. 

Houve luta?

Continua depois da publicidade

Ao que tudo indica, houve algum tipo de reação por parte de Duramir. Primeiro porque a nora estava com uma marca roxa no braço, que poderia ser por conta do suposto assédio ou, até mesmo, de alguma briga. Segundo, que o suspeito está com um ferimento de faca na perna direita. 

Envenenamento?

Falou-se que Duramir teria sido envenenado antes de ser morto. No entanto, segundo a polícia, não foi possível encontrar indícios desse fato e, pelo estado do corpo, talvez não seja possível fazer os exames que detectem quaisquer substâncias.

O corpo. 

Depois de desferirem vários golpes em Duramir, filho e nora chegaram a verificar se havia algum tipo de pulsação. Ao perceberem que ele estava aparentemente morto – apenas a perícia pode apontar o horário da morte – enrolaram o corpo em tapetes, cobertas e lençóis. Os dois, então, colocaram o cadáver no porta-malas do carro de Duramir. Eles chegaram a parar em um posto de gasolina e compraram, com o cartão de crédito do cliclista, três litros do combustível. Filho e nora teriam retirado, ainda, R$ 700 da conta de Duramir. Depois, seguiram para uma propriedade da família da garota, em Estrela do Norte, Castelo. 

Advertisement

A vala.

Continua depois da publicidade

No local, uma propriedade ampla e bem cuidada, havia uma espécie de poço seco. Foi lá que a nora e o filho jogaram o corpo do ciclista e o combustível. Ficaram aguardando até o início da manhã que o cadáver queimasse. Como a gasolina foi insuficiente para consumir todo o corpo, eles enterraram o que restou e voltaram para Cachoeiro. Por volta das 6h da manhã do dia 29 de junho, os dois suspeitos pararam em uma padaria, tomaram tranquilamente um café da manhã, e voltaram para a casa de Duramir. 

Buscas.

As buscas por Duramir começaram no dia seguinte ao desaparecimento. Amigos e parentes perguntavam pelo ciclista. Mas foi só no dia 1º de julho que os suspeitos foram à delegacia prestar depoimento e falar do desaparecimento. Narraram várias situações que não se encaixavam. Numa delas, eles disseram que foram para o hospital e depois a uma farmácia, pois a nora estava passando mal por conta da gravidez. Confrontados, eles contaram a versão do crime em que ocorria o assédio. O rapaz também indicou onde o corpo estava e a polícia fez as buscas, encontrando as partes do cadáver.

Casa limpa com escova de dentes.

A ex-mulher de Duramir contou à polícia que, na noite do crime, ouviu muitos barulhos vindos da residência. Mas havia música alta e o filho disse que ocorreu um pequeno problema na casa. Ele, inclusive, pediu um lençol para a mãe a fim de “limpar” o local, que estaria cheio de água. Segundo a polícia, a casa foi lavada várias vezes desde o dia do crime. O rapaz teria usado até mesmo uma escova de dentes para limpar pequenas frestas onde o sangue caiu. Em alguns pontos da parede, onde não foi possível tirar a mancha, ele passou tinta spray para disfarçar os resquícios de sangue. A maior parte das marcas de sangue foram encontradas por meio do luminol, um reagente quimioluminescente que reage com o sangue, emitindo uma luz, sendo muito usado em perícias criminais.

Linhas de investigação.

Foram encontrados indícios de sangue, também, dentro do porta-malas do carro. A polícia, agora, apura o assassinato a fim de verificar se há indícios de premeditação, o que pode ampliar a pena do casal. Entre os fatos que corroboram que a dupla planejava o crime está o cartão de crédito de Duramir. Ele teria contado a alguns amigos que o filho pediu a senha do cartão para comprar uma pizza. Apesar de reticente, o ciclista concordou em passar o número. Na mesma noite, ele foi morto e o cartão usado para comprar a gasolina que consumiu o corpo. Além disso, na casa de Duramir, em uma gaveta, foi encontrado um pacote com R$ 20 mil em dinheiro. A polícia ainda não sabe se o filho sabia desse valor ou onde ele estava. 

Próximos passos.

A polícia prossegue com o inquérito e busca fundamentos para a motivação: foi por conta de assédio de Duramir à nora ou ganância do filho em torno do dinheiro do pai? O rapaz teve prisão temporária decretada e está detido. Apesar de ter saído do flagrante, ele interferiu na cena do crime. Já a moça, não teve o pedido de prisão decretado. Segundo a polícia, ela não corre o risco de interferir nas investigações. Eles podem responder por homicídio qualificado e destruição de cadáver.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.