Política Regional

Secretária de Educação de Guaçuí questionada por vereadores em sessão da Câmara

COMPARTILHE
A secretária de Educação de Guaçuí, Sayonara Toledo da Silva Gil, esteve na sessão extraordinária da Câmara Municipal
188
Advertisement
Advertisement

A secretária de Educação de Guaçuí, Sayonara Toledo da Silva Gil, esteve na sessão extraordinária da Câmara Municipal, na noite desta segunda-feira (20). Ela respondeu a questionamentos feitos por vereadores referentes à merenda escolar e outros assuntos da pasta, principalmente, sobre o descarte de quase uma tonelada de carne da merenda que se estragou enquanto estava armazenada no almoxarifado da Prefeitura.

Continua depois da publicidade

O requerimento para que a secretária fosse convocada a dar esclarecimentos na Câmara de Vereadores foi feito pelo vereador Wanderley de Moraes, com o apoio do vereador Valmir Santiago. Mas antes de responder a perguntas feitas pelos vereadores, Sayonara Toledo apresentou um balanço sobre o trabalho realizado na Secretaria de Educação de Guaçuí, com destaque para a montagem de um mapa estratégico que visa direcionar as iniciativas. “Construímos um mapa estratégico para o trabalho realizado na Secretaria”, disse.

Passando para as perguntas, o vereador Wanderley Moraes lembrou sobre a carne que se estragou, por duas vezes, em maio de 2021 e janeiro de 2022, sendo 500 kg e outros 400 kg, respectivamente. Ele questionou por que a primeira situação não foi divulgada oficialmente pelo município, sendo preciso uma denúncia para que os vereadores fossem ver a situação. E no caso do segundo fato, o vereador quis saber porque o descarte foi feito pelo frigorífico que vendeu a carne e não pela Vigilância, como da primeira vez.

Continua depois da publicidade

Ele também perguntou sobre se o município está respeitando as normas regulatórias (NR) e especificações técnicas necessárias, além de perguntar sobre falta de merenda nas escolas. “Porque está faltando merenda nas escolas?” – perguntou. “O município recebe 600 mil reais do Penae, 60% para agricultura familiar, mas foi aberta uma licitação para mais de 1 milhão”, colocou. “Além disso, os investimentos na Educação, ano passado, chegaram a 22,10% (mínimo é de 25%) e, este ano, até o momento, o percentual é de apenas 13,65%, com várias licitações sendo impugnadas e processos voltando para a Secretaria devido a erros”, ressaltou, questionando se a meta será atingida este ano.

Secretária de Educação não respondeu tudo

A secretária de Educação não respondeu a todos questionamentos, prometendo que faria isso, via ofício, em algumas questões. Sobre a carne, em maio de 2021, disse que o responsável pelo setor de armazenamento lhe passou a informação de que o assunto deveria ser encaminhado para a Vigilância Sanitária. “Já em janeiro (de 2022), eu estava de férias e não participei das reuniões que trataram sobre o assunto”, justificou. “Mas sei que a carne foi reposta pelo frigorífico e vejo isso como uma doação, porque entenderam o prejuízo do município”, afirmou.

Ela disse que a Câmara fria – que, segundo ela, apresentou problemas técnicos e provocou a perda da carne – está desativada e que o município pretende comprar outra, depois que o problema aconteceu pela segunda vez. “Em 2021, foi detectado um problema no compressor e, em 2022, houve queda de energia, num final de semana, o que causou o problema”, colocou. Mas, ao contrário do que disse o vereador Wanderley, afirmou que não está faltando merenda. “Não tivemos todos os itens”, revelando que houve demora no processo de licitação, com muitos problemas com as empresas que venciam o certame, além de processos de solicitação de reequilíbrio econômico, por causa do preço da licitação abaixo do mercado. “O processo acabou sendo finalizado só em 4 de abril e, enquanto isso, compramos o que podia ser adquirido com dispensa de licitação”, contou, não respondendo a outras perguntas feitas, porque havia terminado o tempo.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Já o vereador Valmir Santiago lembrou que esteve no almoxarifado da Prefeitura, em maio de 2021, onde se deparou com a câmara fria apresentando 1,7 grau positivo, sendo que o ideal, para carne, é estar a 18 graus negativos. “Mas o que me intrigou é que só metade da carne estava estragada e, para mim, estragou lá dentro, não chegou estragada, foi mal armazenada”, disse, destacando também que isso não foi divulgado pela Prefeitura, além de perguntar se os 500 kg foram repostos, “porque não tem qualquer documento que mostre a reposição da carne e é meia tonelada, e se a secretária estava de férias, alguém estava responsável”.

Ao responder ao vereador Valmir Santiago, a secretária Sayonara Toledo não respondeu sobre se a carne jogada fora, em 2021, foi reposta. Disse apenas que, nessa ocasião, a questão foi técnica e não um erro humano. “É o que está no laudo que foi apresentado, inclusive, em resposta que demos ao Ministério Público, Tribunal de Contas e outros”, disse.

Onde está depositada a carne?

A secretária também foi questionada pelo vereador Julinho Tererê sobre onde está sendo depositada a carne, se a câmara fria está desativada. Ele discordou de que a carne estragou em Guaçuí, dizendo que já teria chegado estragada. “Mas se chegou, alguém recebeu essa carne e precisava verificar se estava tudo certo”, afirmou.

Sayonara Toledo explicou que o município comprou freezers para as escolas para armazenar a carne e outros itens. “E também temos freezers no almoxarifado e, conforme chega, já é feita a distribuição para as escolas”, esclareceu. “Temos a equipe de alimentação que é responsável pelo recebimento e orientamos para que tudo seja checado, quando chega, porque precisa estar de acordo com o que foi comprado e dentro das normas técnicas”, completou, seguindo a responder a perguntas de outros vereadores.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here