Segurança

PF investiga três pessoas em Venda Nova e Conceição por crimes cibernéticos e fraudes bancárias

COMPARTILHE
2458
Advertisement
Advertisement

Mais de 70 policiais federais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em seis cidades do Espírito Santo entre a madrugada e a manhã desta quarta-feira (22) durante a operação CyberCafé, que investiga crimes cibernéticos de fraudes bancárias pela internet no Estado. Entre os municípios alvos da operação, estão Venda Nova do Imigrante e Conceição do Castelo.

Continua depois da publicidade

Além dessas cidades na região Sul-Serrana, imóveis e residências em Vila Velha, Guarapari, Serra e Pinheiros foram alvos das equipes da Polícia Federal. A operação ocorreu simultaneamente em Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina. Nestes dois últimos estados duas pessoas foram presas.

Foram sequestrados bens como veículos de luxo, imóveis e valores em contas bancárias que, ao todo, somam mais de R$ 6 milhões.

Como o esquema funcionava

A Polícia Federal identificou a composição da organização criminosa em três núcleos, sendo eles os hackers, intermediários e beneficiários. As investigações tiveram início depois do caso chegar à Divisão de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) da Polícia Civil.

Continua depois da publicidade

O grupo invadia contas bancárias pela internet para desviar valores e, também, para quitar boletos, a maioria deles de dívidas tributárias junto à Secretaria Estadual de Fazenda do Espírito Santo. 

Dinâmica

Os hackers acessavam ilegalmente as contas das vítimas por meio de ataque Phishing ou Acesso Remoto (RATs – Remote Access Trojan), desviando os valores para contas de beneficiários ou para pagamento de boletos da SEFAZ|ES.

Já os intermediadores eram responsáveis pelo recrutamento dos beneficiários e deles recebiam os valores frutos das fraudes, repassando parcela dos valores auferidos com o crime aos atacantes.

Advertisement
Continua depois da publicidade

De acordo com a Polícia Federal, a atuação do grupo, utilizando desse artifício criminoso, gerou um enorme prejuízo financeiro a vários bancos e empresas, além frustrar o devido pagamento de impostos que estes foram indevidamente pagos com valores das contas alvos das fraudes.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here